início > contabilidade Ano XXI - 14 de dezembro de 2019



QR - Mobile Link
ESQUEMAS DE CONTABILIZAÇÃO Nº 07

PADRON - PLANO CONTÁBIL PADRONIZADO

ESQUEMAS DE CONTABILIZAÇÃO

ESQUEMA Nº 7: DISPONIBILIDADES

  1. Caixa
  2. Bancos
  3. Moedas Estrangeiras
  4. Ouro (Ativo Financeiro)
  5. Depósitos e Cauções em Dinheiro
  6. Bancos - Contas Vinculadas
  7. Bancos no Exterior
  8. Recursos de Caixa Pequena
  9. Outras Disponibilidades

(Revisado em 05-01-2016)

1. CAIXA

1.1. Pagamento de Contas:

Débito: Despesas (Pagamento em dinheiro de Pequenas Despesas)
Débito: Fornecedores (Pagamentos a Fornecedores - Despesas ou Ativos aprovisionados para pagamento a prazo)
Débito: Aplicações em Instrumentos Financeiros (Aquisição de Títulos de Crédito e outros Valores Mobiliários)
Débito: Estoques (Aquisição de matérias-primas, mercadorias para revenda, entre outros estoques)
Débito: Bens do Permanente (Aquisição de bens para o Imobilizado de uso)
Crédito: Caixa (Pagamentos em Dinheiro)

1.2. Recebimento de Contas:

Débito: Caixa - Recebimentos diversos em dinheiro ou em cheques
Crédito: Clientes - Créditos a Receber

Comentário: Outros Recebimentos em dinheiro ou em cheques serão creditados nas respectivas contas do Plano de Contas.

1.3. Depósito dos Cheques Recebidos na conta corrente mantida nos Estabelecimentos Bancários:

Débito: Bancos - Conta Movimento no País
Crédito: Caixa

NOTA: Os cheques pré-datados são debitados em Cheques a Receber. Os recebimentos por meio de cartões de crédito ou de débito serão debitados em Cartões de Crédito a Receber. Na data do efetivo recebimento, as referidas contas são creditadas em contrapartida com Caixa (quando em dinheiro) ou Bancos - Conta Movimento (quando for efetuado o depósito em conta corrente).

Pelo aprovisionamento:

Débito: Cheques Pré-Datados a Receber
Débito: Cartões de Crédito a Receber
Crédito: Caixa

Pelo recebimento:

Débito: Caixa
Débito: Bancos - Conta Movimento no País
Crédito: Cheques Pré-Datados a Receber
Crédito: Cartões de Crédito a Receber

1.4. Reposição do Fundo ou saldo de Caixa:

Débito: Caixa (Recebimento de cheque [em dinheiro] na boca do Caixa do Banco)
Crédito: Bancos - Conta Movimento no País (Emissão de Cheque para recompor o saldo de caixa)

2. BANCOS

2.1. Pela emissão de Cheques para pagamentos diversos:

Débito: Fornecedores (Pagamentos a Fornecedores - Despesas ou Ativos aprovisionados para pagamento a prazo)
Crédito:
Bancos - Conta Movimento no País

Comentários:

1) - O mesmo lançamento contábil será efetuado quando o pagamento for efetuado por Boleto Bancário via Home Bank (via Internet)

2) - Outros tipos de pagamentos com saque na conta corrente bancária serão debitados às pertinentes contas do Plano de Contas.

2.2. Recebimentos feitos diretamente através da conta bancária:

Débito: Bancos - Conta Movimento no País
Crédito:
Clientes - Créditos a Receber

2.3. Contabilização de Juros e Despesas Bancárias debitadas em conta corrente

Débito: Outras Despesas Operacionais
Crédito: Bancos - Conta Movimento no País

Comentário: No final de cada mês, na ocasião do levantamento dos balancetes mensais ou de balanço patrimonial, assim como quando for levantado balanço intermediário, deve ser contabilizada as despesas cobradas pelos bancos.

3. MOEDAS ESTRANGEIRAS

NOTA: A conta relativa à contabilização das Moedas Estrangeiras está sujeita à contabilização pelo menos mensal da atualização monetária. As quantidades ou os valores das moedas estrangeiras em estoque (Caixa) podem ser controlados em Contas de Compensação ou mediante a utilização de controles extracontábeis.

3.1. Aquisição de Moeda Estrangeira

Débito: Disponibilidades Em Moedas Estrangeiras
Crédito: Bancos - Conta Movimento no País

3.2. Venda de Moeda Estrangeira com Lucro

Débito: Bancos - Conta Movimento no País
Crédito: Disponibilidades Em Moedas Estrangeiras
Crédito: Outras Receitas Operacionais

3.3. Venda de Moeda Estrangeira com Prejuízo

Débito: Bancos - Conta Movimento no País
Débito: Outras Despesas Operacionais
Crédito: Disponibilidades Em Moedas Estrangeiras

3.4. Atualização Monetária da Moeda Estrangeira em Estoque

Comentário: Caso não haja a movimentação (compra ou venda) da Moeda Estrangeira, no final de cada mês, na ocasião do levantamento dos balancetes mensais ou de balanço patrimonial, assim como quando for levantado balanço intermediário, deve ser contabilizada a variação monetária positiva ou negativa.

3.4.1. Variações Monetárias Positivas:

Débito: Disponibilidades Em Moedas Estrangeiras
Crédito: Outras Receitas Operacionais

3.4.2. Variações Monetárias Negativas:

Débito: Outras Despesas Operacionais
Crédito: Disponibilidades Em Moedas Estrangeiras

3.5. Contabilização das Moedas Estrangeiras em Contas de Compensação - Controle:

3.5.1. Pela entrada da moeda estrangeira em estoque:

Débito: Contas de Compensação Ativas - Controle - Moeda Estrangeira em Caixa (uma conta para cada moeda estrangeira)
Crédito: Contas de Compensação Passivas - Controle - Estoque de Moedas Estrangeiras (conta global)

NOTA: Como as moedas estrangeiras são um Ativo (disponibilidade), a conta de controle do Ativo Compensado controlará as entradas e saídas das quantidades, sendo aberta uma conta para cada tipo de moeda estrangeira. No Passivo Compensado basta abrir apenas uma conta que terá a quantidade total das moedas em estoque (saldo de controle e conciliação do lançado no ativo).

3.5.2. Pela saída da moeda estrangeira do estoque:

Débito: Contas de Compensação Passivas - Controle - Estoque de Moedas Estrangeiras (conta global)
Crédito: Contas de Compensação Ativas - Controle - Moeda Estrangeira em Caixa (uma conta para cada moeda estrangeira)

4. OURO (ATIVO FINANCEIRO)

NOTA: A conta relativa à contabilização das Aplicações em Ouro está sujeita à contabilização pelo menos mensal da atualização monetária. Como existem diversos tipos de pureza do ouro, torna-se necessária a sua contabilização em subcontas diferentes. As quantidades de ouro em estoque (Caixa) podem ser controlados em Contas de Compensação ou mediante a utilização de controles extracontábeis.

4.1. Aquisição de Ouro (Ativo Financeiro)

Débito: Aplicações em Ouro
Crédito: Bancos - Conta Movimento no País

4.2. Venda de Ouro com Prejuízo

Débito: Bancos - Conta Movimento no País
Débito: Outras Despesas Operacionais
Crédito: Aplicações em Ouro

4.3. Venda de Ouro com Lucro

Débito: Bancos - Conta Movimento no País
Crédito: Aplicações em Ouro
Crédito: Outras Receitas Operacionais

4.4. Atualização Monetária do Ouro em Estoque

Comentário: Caso não haja a movimentação (compra ou venda) de ouro, no final de cada mês, na ocasião do levantamento dos balancetes mensais ou de balanço patrimonial, assim como quando for levantado balanço intermediário, deve ser contabilizada a variação monetária positiva ou negativa.

4.4.1. Variações Monetárias Positivas:

Débito: Aplicações em Ouro
Crédito: Outras Receitas Operacionais

4.4.2. Variações Monetárias Negativas:

Débito: Outras Despesas Operacionais
Crédito: Aplicações em Ouro

4.5. Contabilização do Estoque de Ouro em Contas de Compensação - Controle:

4.5.1. Pela entrada do ouro em estoque:

Débito: Contas de Compensação Ativas - Controle - Estoque de Ouro (uma conta para cada tipo de ouro)
Crédito: Contas de Compensação Passivas - Controle - Estoque de Ouro (conta global)

NOTA: Como o ouro é um Ativo (disponibilidade), a conta de controle do Ativo Compensado controlará as entradas e saídas das quantidades, sendo aberta uma conta para cada tipo de ouro. No Passivo Compensado basta abrir apenas uma conta que terá a quantidade total do ouro em estoque (saldo de controle e conciliação do lançado no ativo).

3.5.2. Pela saída do ouro do estoque:

Débito: Contas de Compensação Passivas - Controle - Estoque de Ouro (conta global)
Crédito: Contas de Compensação Ativas - Controle - Estoque de Ouro (uma conta para cada tipo de ouro)

5. DEPÓSITOS E CAUÇÕES EM DINHEIRO

5.1. Realização do Depósito

Débito: Depósitos em Garantia e Cauções em Dinheiro
Crédito: Bancos - Conta Movimento no País

5.2. Resgate do Depósito (com os pertinentes rendimentos)

Débito: Bancos - Conta Movimento no País
Crédito: Depósitos em Garantia e Cauções em Dinheiro
Crédito: Outras Receitas Operacionais

NOTA: Caso não haja o resgate do Depósito efetuado, no final de cada mês, na ocasião do levantamento dos balancetes mensais ou de balanço patrimonial, assim como quando for levantado balanço intermediário, deve ser contabilizado o eventual rendimento obtido pelo Regime de competência.

Débito: Outras Rendas a Receber
Crédito: Outras Receitas Operacionais

6. BANCOS - CONTA VINCULADA

A conta bancária vinculada é mantida por clientes dos bancos que obtiveram empréstimos com garantia de duplicatas ou das vendas por intermédio de cartões de crédito ou, ainda, no caso dos restaurantes, pela aceitação de vale-refeição eletrônico. Veja explicações em Crédito Rotativo com Caução de Duplicatas.

6.1. Contabilização do Contrato em Contas de Compensação

A assinatura do contrato pelo valor do limite de crédito devem ser contabilizado em Contas de Compensação.

6.2. Contabilização remessa das Duplicatas em Garantia:

O valor das Garantias geralmente é maior que o limite de crédito fornecido e deve ser contabilizado em Duplicatas Vinculadas.

6.3. Diferença em Duplicatas Descontas e Crédito Rotativo

NOTA: No sistema de Crédito Rotativo com Caução de Duplicatas também é remetido ao Banco o Borderô em que são relacionadas as Duplicaras que ficarão como garantia do empréstimo fornecido. Portanto, as operações de Descontos de Duplicatas seriam esporádicas, enquanto no Crédito Rotativo há a fixação de um limite de crédito por prazo determinado, com base nas duplicatas oferecidas em Garantia. Estas duplicatas ficam em cobrança. Quando recebidas, o valor será creditado na conta movimento por ocasião da reposição das duplicatas em garantia.

7. BANCOS NO EXTERIOR

NOTAS:

Segundo as normas expedidas pelo Banco Central é possível a manutenção de contas bancárias no exterior tanto em moeda brasileira como em moedas estrangeiras. Mas, a contabilização no Brasil é sempre efetuada em moeda brasileira.

Os valores depositados no exterior em moedas estrangeiras devem ser atualizados a cada movimentação ou mensalmente, tal como as Moedas Estrangeiras em Caixa e as Aplicações Em Ouro.

Os valores constantes das contas em moedas estrangeiras podem ser controlados em Contas de Compensação ou mediante a utilização de controles extracontábeis.

8. RECURSOS DE CAIXA PEQUENA

Os recursos de Caixa Pequena são fornecidos a determinados funcionários de algumas seções ou departamentos com a finalidade de agilizar o pagamento de pequenas despesas. Periodicamente e na data do levantamento de demonstrações contábeis, haverá comprovação das despesas incorridas.

Pelo fornecimento do numerário:

Débito: Recursos de Caixa Pequena (nome da pessoa)
Crédito: Caixa ou Bancos - Conta Movimento

Pela prestação de contas:

Débito: Despesas Operacionais
Crédito:
Recursos de Caixa Pequena (nome da pessoa)


(...)

Quer ver mais! Assine o Cosif Eletrônico.