início > contabilidade Ano XX - 21 de agosto de 2019



QR - Mobile Link
CONTABILIDADE FINANCEIRA

CONTABILIDADE FINANCEIRA

GESTÃO FINANCEIRA = GERENCIAMENTO FINANCEIRO

OPERAÇÕES NO MERCADO DE CAPITAIS (Revisado em 21-03-2019)

  1. MTVM - MANUAL DE TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS
  2. APLICAÇÃO DE RECURSOS FINANCEIROS NO MERCADO DE TVM
  3. CAPTAÇÃO DE RECURSOS FINANCEIROS
  4. OUTRAS FORMAS DE CAPTAÇÃO DE RECURSOS FINANCEIROS
  5. OPERAÇÕES DE SWAP E HEDGE

Veja também:

Por Américo G Parada Fº - Contador - Coordenador do COSIFE

1. MTVM - MANUAL DE TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS

Com a finalidade de elucidação aos seus usuários, o site do COSIFE oferece o MTVM - Manual de Títulos e Valores Mobiliários que possui todos os títulos e valores mobiliários que podem ser adquiridos como investimento ou emitidos para captação de recursos por intermédio dos agentes do SFN - Sistema Financeiro Nacional.

O citado manual também esclarece, entre outras operações, sobre as de BOX de aplicação e de captação, que podem ser realizadas com a intermediação das corretoras de títulos e valores mobiliários participantes dos pregões das Bolsas de Valores e de Mercadorias e Futuros.

Esses títulos e valores mobiliários devem ser conhecidos especialmente pelos Gerenciadores de Ativos (Asset management), cuja atuação foi regulamentada pelo Conselho Monetário Nacional.

Veja o texto intitulado Chinese Wall no Asset Management - Gerenciamento de Ativos.

2. APLICAÇÃO DE RECURSOS FINANCEIROS NO MERCADO DE TVM

  1. Operações nas Bolsas de Valores
  2. Operações Compromissadas por Recompra e Revenda
  3. As Aplicações em Fundos de Investimentos
    1. Tipos de Fundos de Investimentos
    2. Crimes Contra Investidores
  4. Aplicações em Títulos Públicos
  5. Aplicações em Títulos Privados
  6. Aplicação em Títulos Securitizados
  7. A Atuação das Agências de Rating (de Classificação de Riscos)
  8. Conhecimentos Bancários

3. CAPTAÇÃO DE RECURSOS FINANCEIROS

A captação de recursos inicialmente se faz mediante a obtenção de empréstimos bancários ou do desconto de duplicatas. Como alternativa, o gerenciador de ativos também pode ceder direitos creditórios às empresas de Factoring - Fomento Comercial.

Antes mesmo de se pensar na abertura do capital da empresa, transformando-a numa Companhia Aberta (Lei 6.385/1976), também chamadas de Sociedade de Capital Aberto, devidamente registrada na CVM - Comissão de Valores Mobiliários, o administrador financeiro pode pensar na captação de recursos financeiros por intermédio de estabelecimentos bancários ou mesmo por intermédio de Companhias de Securitização de Créditos.

Para captação do numerário podem ser firmados contratos de financiamento com estabelecimentos bancários com a emissão de Cédulas ou Notas de Crédito Comercial ou Industrial as quais seriam vendidas pelos bancos a seus clientes como forma de captação de recursos financeiros a serem repassados às empresas emitentes desses títulos. As Empresas de Securitização de Créditos podem emitir Debêntures ou Certificados de Recebíveis Imobiliários e do Agronegócio ou Cédulas de Crédito Imobiliário baseados em Termos de Securitização de Créditos de Títulos de Crédito Imobiliário e do Agronegócio emitidos pelo tomador dos recursos financeiros.

No caso de importações e exportações o administrador de ativos ainda pode recorrer aos Bancos de Câmbio especializados nas Operações de Forfeiting - Financiamento de Importações e Exportações.

4. OUTRAS FORMAS DE CAPTAÇÃO DE RECURSOS FINANCEIROS

  1. Cessão de Direitos Creditórios
  2. Origem dos Recursos Financeiros da Empresas
  3. Operações de Factoring e a Cessão de Direitos Creditórios
  4. Captação de Recursos no Mercado de Capitais pelas Sociedades de Capital Aberto
    1. Ações Novas, Debêntures e Outros Títulos emitidos pelas S/A de Capital Aberto
    2. Juros sobre o Capital Próprio
    3. A Contabilidade Internacional e o Contador Global
    4. Normas de Registro das Companhias Abertas
    5. Função da Companhias Securitizadoras de Créditos

5. OPERAÇÕES DE SWAP E HEDGE

Ainda com essa finalidade de elucidação, o site do COSIFE possui alguns artigos sobre a possibilidade de realização de operações de hedge, que se constituem numa forma de proteger investimentos de renda variável, garantindo para eles um rendimento mínimo pré-fixado e assim evitando possíveis perdas com bruscas e elevadas oscilações negativas nos pregões das Bolsas, de moedas ou índices de atualização monetária.

Algumas dessas operações de proteção também podem ser realizadas no chamado mercado de balcão (fora das bolsas de valores, em instituições financeiras) ou no Mercado de Balcão Organizado pelas Bolsas.

Esses negócios são intermediados por entidades do SFN, como nas Operação de SWAP, que é uma das formas de se praticar o hedge.

As operações de swap, em tese significam a troca de posições ativas ou passivas entre pessoas jurídicas ou destas com especuladores para que as contas a receber e a pagar fiquem espelhadas no balanço patrimonial das entidades em uma única moeda ou índice de atualização monetária, evitando assim a possibilidade de prejuízos com elevadas oscilações negativas para a empresa.


(...)

Quer ver mais! Assine o Cosif Eletrônico.