início > cursos Ano XX - 22 de abril de 2019



QR - Mobile Link
GESTÃO DO CAPITAL DE GIRO - FLUXO DE CAIXA

ANÁLISE DE BALANÇOS

ÍNDICES CALCULADOS COM BASE EM BALANÇOS PATRIMONIAIS

GESTÃO DO CAPITAL DE GIRO - FLUXO DE CAIXA

Em complemento aos índices de Atividade, esse grupo de índices permite analisar diversos aspectos da gestão do capital de giro.

Observação: A elaboração do presente esquema de índices, com informações complementares, baseou-se em publicação na internet da FIESP/SERASA.  Veja mais informações no final do índice geral deste tópico.

EBITDA = Earnings Before Interest, Taxes, Depreciation and Amortization = Lucros Antes de Juros, Impostos, Depreciação e Amortização - LAJIDA

GIR – Geração Interna de Recursos / Faturamento Líquido

Mostra a capacidade da empresa em gerar caixa comparativamente à Receita Líquida de Vendas.

Fórmula: GIR x 100 / Receita Líquida de Vendas

Observação: GIR é o Resultado Líquido do Exercício adicionando as despesas e deduzindo as receitas que não afetam o caixa.

Interpretação do Resultado: Quanto mais recursos a empresa gerar com sua atividade, menos dependerá dos recursos de terceiros, reduzindo seu nível de endividamento e melhorando sua capacidade de pagamento de dívidas.

MARGEM "EBITDA"

Mostra a capacidade da empresa em gerar resultados comparativamente à Receita Líquida de Vendas.

Fórmula: Ebitda x 100 / Receita Líquida de Vendas

Interpretação do Resultado: Quanto maior o Ebitda, melhor será sua capacidade de pagar o custo dos recursos onerosos.

Observação: O "Ebitda" – “Earning Before Interests, Taxes, Depreciation and Amortization”, tem como principal finalidade mostrar se a empresa teve lucro com o desenvolvimento de sua atividade antes de consideradas as despesas financeiras, os impostos, as depreciações e as amortizações.

Cobertura de dívidas (em meses)

Mostra a capacidade da empresa em pagar suas dívidas totais com a geração de lucro da atividade. Ou seja, quantos meses do Ebitda do exercício seria necessário para honrar todas as dívidas da empresa.

Fórmula: Capital de Terceiros / (Ebitda / 12)

Despesas Financeiras / EBITDA

Mostra quanto as despesas financeiras absorvem do EBITDA.

Fórmula: Despesas Financeiras x 100 / Ebitda

Interpretação do Resultado: Quanto menor, melhor.

Dívida bancária em dias de faturamento

Mostra quantos dias de faturamento são necessários para amortizar os recursos onerosos de curto prazo.

Fórmula: Recursos onerosos (do PASSIVO CIRCULANTE) x 360 / Receita Líquida de Vendas

Interpretação do Resultado: Quanto menor, melhor.

PMR - Prazo Médio de Recebimentos

Mostra o prazo médio que os ativos operacionais demora para serem transformados em caixa.

Fórmula: Ativos Operacionais x 360 / Receita Líquida de Vendas = PMR

Interpretação do Resultado: Quanto menor, melhor.

Observação: Entre os Ativos Operacionais estão as Duplicatas a Receber, os Estoques, os Impostos a Recuperar (Créditos Fiscais ou Tributários), os Adiantamentos a Fornecedores e outros eventuais ativos existentes que estejam diretamente ligados à atividade operacional da empresa.

PMP - Prazo Médio de Pagamentos

Mostra o prazo médio de vencimento dos passivos operacionais.

Fórmula: Passivos Operacionais x 360 / Receita Líquida de Vendas = PMP

Interpretação do Resultado: Quanto menor, melhor.

Observação: Entre os Passivos Operacionais estão as Duplicatas a Pagar (Fornecedores), as Obrigações Sociais, as Obrigações Fiscais (incluindo as Trabalhistas e Previdenciárias), os Adiantamentos de Clientes e outros eventuais passivos existentes que estejam diretamente ligados à atividade operacional da empresa.

CF - Ciclo Financeiro

Mostra a quantidade de dias que a empresa necessidade de financiamento de capital de giro.

Fórmula: CF = PMR - PMP

Interpretação do Resultado: Quanto menor, melhor.


(...)

Quer ver mais! Assine o Cosif Eletrônico.