início > textos Ano XX - 23 de julho de 2019



QR - Mobile Link
FRAUDES FINANCEIRAS E OPERACIONAIS DAS MULTINACIONAIS

FRAUDES FINANCEIRAS E OPERACIONAIS DAS MULTINACIONAIS

CRIMES CONTRA INVESTIDORES - MANIPULAÇÃO DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS

São Paulo, 17/05/2010 (Revisado em 14-09-2018)

Referências: Casos Parmalat e Enron, Planejamento Tributário, Sonegação Fiscal, Evasão Cambial ou de Divisas, Lavagem de Dinheiro, Fraudes ou Crimes Contra Investidores nas Bolsas de Valores, Manipulação dos Resultados nas Demonstrações Contábeis das Multinacionais, Paraísos Fiscais - As Ilhas do Inconfessável. Contabilidade Criativa = Contabilidade Fraudulenta. Desfalques Praticados pelos Executivos e Acionistas Controladores da Companhias Abertas ou Sociedades de Capital Aberto. Supervalorização de Bens na Integralização de Capital em Subsidiárias no Exterior. Superfaturamento das Importações e Subfaturamento das Exportações. Os Problemas a Serem Enfrentados pelos Auditores Independente e pela Auditoria Interna.

  1. CASO PARMALAT - CONTABILIDADE CRIATIVA
  2. Agência dos EUA acusa Parmalat de fraude 'descarada'
  3. Entenda o caso Parmalat
  4. Em que a Parmalat difere dos escândalos americanos
  5. BANCOS NÃO PERCEBERAM FRAUDE DA PARMALAT POR MAIS DE UMA DÉCADA
  6. Escândalo - Fraude prejudica Parmalat em oferta de ações
  7. SUÍÇA PEDE AO BRASIL DADOS SOBRE FRAUDE NA PARMALAT
  8. Enron e Andersen: algumas maçãs podres ou todo o cesto?

Veja ainda:

Coletânea por Américo G Parada Fº - Contador - Coordenador do COSIFE