início > contabilidade Ano XXI - 8 de dezembro de 2019



QR - Mobile Link
PROVISÃO PARA PERDAS EM SOCIEDADES COLIGADAS E CONTROLADAS

TÍTULO: Plano Contábil das Instituições do SFN - COSIF
CAPÍTULO: Elenco de Contas - 2
SEÇÃO: Função e Funcionamento das Contas - 2.2
SUBSEÇÃO: 2.0.0.00.00-4 - PERMANENTE
GRUPO: 2.1.0.00.00-3 - INVESTIMENTOS
SUBGRUPO: 2.1.2.00.00-9 - Participações em Coligadas e Controladas no País

CONTA: 2.1.2.99.00-3 PROVISÃO PARA PERDAS EM SOCIEDADES COLIGADAS E CONTROLADAS (Revisada em 26-10-2019)

SUBTÍTULOS:

CÓDIGOS ATRIBUTOS E P
2.1.2.99.11-3 Autorizadas a Funcionar pelo Banco Central - Valor de Equivalência Patrimonial UBDKIFJACTSWER-LMNH-YZ 200 319
2.1.2.99.12-0 Autorizadas a Funcionar pelo Banco Central - Ágio Baseado em Expectativa de Rentabilidade Futura UBDKIFJACTSWER-LMNH-YZ 200 319
2.1.2.99.13-7 Autorizadas a Funcionar pelo Banco Central - Ágio por Diferença de Valor de Mercado de Ativos UBDKIFJACTSWER-LMNH-YZ 200 319
2.1.2.99.14-4 Autorizadas a Funcionar pelo Banco Central - Ágio Baseado em Fundo de Comércio, Intangíveis e Outras Razões Econômicas UBDKIFJACTSWER-LMNH-YZ 200 319
2.1.2.99.21-6 Outras Participações - Valor de Equivalência Patrimonial UBDKIFJACTSWER-LMNH-YZ 200 319
2.1.2.99.22-3 Outras Participações - Ágio Baseado em Expectativa de Rentabilidade Futura UBDKIFJACTSWER-LMNH-YZ 200 319
2.1.2.99.23-0 Outras Participações - Ágio por Diferença de Valor de Mercado de Ativos UBDKIFJACTSWER-LMNH-YZ 200 319
2.1.2.99.24-7 Outras Participações - Ágio Baseado em Fundo de Comércio, Intangíveis e Outras Razões Econômicas UBDKIFJACTSWER-LMNH-YZ 200 319

FUNÇÃO:

Registrar o valor da provisão destinada a atender a perdas de caráter permanente em participações societárias em coligadas e controladas.

BASE NORMATIVA: (Circular BCB 1273; Carta Circular BCB 2314 art. 6º; Carta Circular BCB 2491 1; Carta Circular BCB 3.624 art. 2º IX a/h, art. 4º XII/XIV, art. 7º VIV/XVI; Carta Circular BCB 3.902/2018

NOTA DO COSIFE:

No artigo 4º da Carta Circular BCB 3.624/2013 lê-se:

Art. 4º Ficam excluídos do Cosif os seguintes títulos e subtítulos:

XII - 2.1.2.99.05-8 Autorizadas a Funcionar pelo Banco Central;

XIII - 2.1.2.99.10-6 Administradoras de Consórcio;

XIV - 2.1.2.99.15-1 Outras Participações;

No artigo 7º da Carta Circular BCB 3.624/2013 lê-se:

Art. 7º Os saldos existentes nos seguintes subtítulos contábeis excluídos do Cosif por esta Carta Circular devem ser reclassificados:

XIV - do EXCLUÍDO subtítulo 2.1.2.99.05-8 Autorizadas a Funcionar pelo Banco Central para os adequados subtítulos 2.1.2.99.11-3 Autorizadas a Funcionar pelo Banco Central - Valor de Equivalência Patrimonial, 2.1.2.99.12-0 Autorizadas a Funcionar pelo Banco Central - Ágio Baseado em Expectativa de Rentabilidade Futura, 2.1.2.99.13-7 Autorizadas a Funcionar pelo Banco Central - Ágio por Diferença de Valor de Mercado de Ativos ou 2.1.2.99.14-4 Autorizadas a Funcionar pelo Banco Central - Ágio Baseado em Fundo de Comércio, Intangíveis e Outras Razões Econômicas agora criados;

XV - do EXCLUÍDO subtítulo 2.1.2.99.10-6 Administradoras de Consórcio para os adequados subtítulos 2.1.2.99.11-3 Autorizadas a Funcionar pelo Banco Central - Valor de Equivalência Patrimonial, 2.1.2.99.12-0 Autorizadas a Funcionar pelo Banco Central - Ágio Baseado em Expectativa de Rentabilidade Futura, 2.1.2.99.13-7 Autorizadas a Funcionar pelo Banco Central - Ágio por Diferença de Valor de Mercado de Ativos ou 2.1.2.99.14-4 Autorizadas a Funcionar pelo Banco Central - Ágio Baseado em Fundo de Comércio, Intangíveis e Outras Razões Econômicas agora criados; e

XVI - do EXCLUÍDO subtítulo 2.1.2.99.15-1 Outras Participações para os adequados subtítulos 2.1.2.99.21-6 Outras Participações - Valor de Equivalência Patrimonial, 2.1.2.99.22-3 Outras Participações - Ágio Baseado em Expectativa de Rentabilidade Futura, 2.1.2.99.23-0 Outras Participações - Ágio por Diferença de Valor de Mercado de Ativos ou 2.1.2.99.24-7 Outras Participações - Ágio Baseado em Fundo de Comércio, Intangíveis e Outras Razões Econômicas agora criados.

FUNCIONAMENTO DA CONTA:

- Creditada pela provisão constituída e correção monetária.
- Debitada pelos valores utilizados para compensar as perdas e também pela reversão de eventuais excessos.

OBSERVAÇÃO:

NÃO DEDUTIBILIDADE DAS PROVISÕES - A Lei 9249/95 tornou não dedutível para efeito do cálculo do imposto de renda e da contribuição social as provisões. Assim sendo, o valor da provisão deve ser adicionada ao lucro líquido no LALUR - Livro de Apuração do Lucro Real.

VER:


(...)

Quer ver mais! Assine o Cosif Eletrônico.