início > contabilidade Ano XX - 20 de agosto de 2019



QR - Mobile Link
DISCUSSÕES SOBRE A ADMINISTRAÇÃO DE RECURSOS HUMANOS

 CONTABILIDADE SOCIAL

ADMINISTRAÇÃO DE RECURSOS HUMANOS

Estudo e Aplicação prática do Direito Social - Trabalhista, Previdenciário, Ambiental - Direitos Constitucionais ao trabalho e do trabalhador - Recursos Humanos -RH

DISCUSSÕES SOBRE A ADMINISTRAÇÃO DE RECURSOS HUMANOS (Revisado em 11-07-2019)

  1. ADMINISTRAÇÃO DO DEPARTAMENTO DE PESSOAL
  2. OS RECURSOS HUMANOS EM ARTIGOS PUBLICADOS POR REVISTAS
  3. OPINIÕES DIVERGENTES

Veja também:

NOTA DO COSIFE:

Sobre a Administração de Pessoal veja também mensagem recebida pelo COSIFE sobre o enquadramento funcional ou hierárquico da Administração de Recursos Humanos (RH)

Por Américo G Parada Fº - Contador - Coordenador do COSIFE

1. ADMINISTRAÇÃO DO DEPARTAMENTO DE PESSOAL

Para a perfeita contabilização da Folha de Salários (Folha de Pagamentos) e dos Encargos Sociais das empresas e das demais entidades, faz-se necessário o estudo da aplicação prática dos Princípios de Contabilidade, das NBC - Normas Brasileiras de Contabilidade e dos textos legais pertinentes à área de Recursos Humanos, incluindo o estudo das eventuais penalidades que possam ser impostas em razão de irregularidades cometidas.

Porém, como foi mencionado em Contabilidade Comercial sobre a Grandeza das Empresas, as grandes empresas não costumam ter contabilistas no seu Departamento de Pessoal porque todos os lançamentos contábeis são automaticamente feitos pelo CPD - Centro de Processamento de Dados.

Então, essas grandes empresas geralmente têm outros profissionais de nível técnico ou superior com a incumbência da Administração dos Recursos Humanos. Assim, o Departamento de Pessoal ficará assessorado pelo Departamento de Contabilidade e pelo Departamento Jurídico, que prestarão a assistência profissional que se for necessária ao Gestor de Recursos Humanos.

As grandes empresas têm ainda sob a administração do Departamento de Pessoal ou de Recursos Humanos profissionais como: Assistente Social, Psicologo, Pedagogo e Médico - Clínico Geral, Enfermeiros. Naquelas em que exista alto índice de barulho ou ruído ainda há o fonoaudiólogo ou o otorrinolaringologista.

Também estão sob os cuidados do Administração de Recursos Humanos os profissionais incumbidos de evitar acidentes de trabalho e ainda os profissionais incumbidos do treinamento de funcionários.

2. OS RECURSOS HUMANOS EM ARTIGOS PUBLICADOS POR REVISTAS

No site da Revista EXAME, datado de 10/07/2012, acessado em 22/04/2014, estava a matéria intitulada "Conheça o Novo Profissional de RH". Nela lê-se os seguintes techos:

Atuar em Recursos Humanos exige mais do que habilidade de lidar com pessoas. É preciso visão ampla de negócios, pensamento estratégico e capacidade de liderança.

Ser um profissional de recursos humanos hoje em dia é uma tarefa cada vez mais complexa. Se antes era necessário apenas conhecer os processos burocráticos, como folha de pagamento e recrutamento e seleção, atualmente é preciso dominar a linguagem dos negócios, pensar adiante e atuar em parceria com as lideranças da empresa.

Ser um profissional de recursos humanos hoje em dia é uma tarefa cada vez mais complexa. Se antes era necessário apenas conhecer os processos burocráticos, como folha de pagamento e recrutamento e seleção, atualmente é preciso dominar a linguagem dos negócios, pensar adiante e atuar em parceria com as lideranças da empresa.

As companhias querem alguém com visão de negócios, mesmo que não seja um especialista na área..., a gestão comercial e a estratégia devem ser focos tão importantes para um profissional de RH quanto a gestão de pessoas. "Ele precisa ir além dos aspectos humanos. Tem de pensar de forma estratégica para conseguir propor soluções que gerem vantagens competitivas e apoiem os funcionários a atingir suas metas".

3. OPINIÕES DIVERGENTES

Nos COMENTÁRIOS feitos pelos internautas da Revista Exame, em 22/04/2014, lia-se:

Embora seja uma cadeira do curso [superior] de Administração, a gestão de Recursos Humanos é uma área de conhecimento multiprofissional que congrega saberes e olhares diversificados. Cabe ressaltar, no entanto, não se tratar de um "novo profissional de RH", nem tampouco de uma "nova realidade" como se refere a matéria [da Revista Exame]. As competências ora citadas sempre foram fundamentais para qualquer profissional de Recursos Humanos, independentemente da formação acadêmica. Habilidade nas relações humanas e visão sistêmica do negócio são competências indissociáveis e características marcantes dos profissionais de RH de alta performance.

Profissionais oriundos de áreas estratégicas da empresa (operacional, vendas ou financeira), independente da formação, com uma especialização na área de RH tenderão a um desempenho superior na área pelo seus conhecimento do negócio. Na minha opinião esse é o novo profissional de RH.

Entende-se que os especialistas consultados pela Revista Exame têm o profissional de Recursos Humanos como um "doutrinador de trabalhadores". Sob esse aspecto, tão comum aos catequizadores (religiosos), neste COSIFE tem um texto publicado pela Revista Carta Capital em que o articulista Thomaz Wood Jr critica tais métodos sob o título A Gestão Empresarial Como Doença Social ("Management Doentio") - A Arte de Turvar Ideias.


(...)

Quer ver mais! Assine o Cosif Eletrônico.