início > cursos Ano XXI - 1 de junho de 2020



QR - Mobile Link
FUNDO DE INVESTIMENTO CAPTANDO RECURSOS DE SONEGADORES

AS DIVERSAS FACETAS DOS FUNDOS DE INVESTIMENTOS

MODELOS OPERACIONAIS INTRIGANTES

São Paulo, 16/08/2012 (Revisada em 30-11-2015)

Referências: Planejamento Tributário - Paraísos Fiscais - Ilhas do Inconfessável, Sonegação Fiscal, Lavagem de Dinheiro, Blindagem Fiscal e Patrimonial, Administração de Caixa Dois, Fundo Ao Portador - Emissão de Cotas para Beneficiário Não Identificado, Sociedade Anônima - Assunção do Controle Acionário de Empresas, Lobistas - Pagamentos de Propina - Corrupção Ativa e Passiva, Subscrição de Capital por Fundo Estrangeiro, Investimentos de Brasileiros no Exterior e de Estrangeiros no Brasil, RMCCI - Regulamento do Mercado de Câmbio e Capitais Internacionais, Contas Correntes Bancárias de Não Residentes - CC5, Fraudes e Crimes Contra Investidores.

FUNDO DE INVESTIMENTO CAPTANDO RECURSOS DE SONEGADORES

Por Américo G Parada Fº - Contador - Coordenador do COSIF-e

IMPLANTAÇÃO DE UM SISTEMA FINANCEIRO ANÁRQUICO

Embora não estivesse escrito claramente nas normas do CMN e do Banco Central, a verdadeira finalidade do Fundo de Investimentos ao Portador era a de captar o dinheiro movimentado por sonegadores de tributos, lavadores de dinheiro e por todas aquelas pessoas físicas e jurídicas que queriam ocultar valores obtidos na ilegalidade (sem tributação).

A IRRESPONSABILIDADE DOS BANCOS VIRTUAIS (OFFSHORE)

A regulamentação dos fundos de investimentos ao portador significava a implantação de um sistema financeiro totalmente anárquico (não oficial) como aquele vigente nos paraísos fiscais que concedem uma falsa ou subjetiva legalidade às empresas conhecidas como offshore.

Veja os textos:

PRÓXIMO TEXTO: FUNDO DE INVESTIMENTOS ASSUMINDO O CONTROLE ACIONÁRIO DE SOCIEDADES ANÔNIMAS


(...)

Quer ver mais! Assine o Cosif Eletrônico.