início > textos Ano XX - 18 de junho de 2019



QR - Mobile Link
A INFLUÊNCIA DA INTERNET NA VIDA DOS JOVENS

A INFLUÊNCIA DA INTERNET NA VIDA DOS JOVENS

A ESCOLA DO FUTURO JÁ EXISTE DESDE 1999

São Paulo, 13/11/2013 (Revisado em 14-11-2013)

Referências: Educação e Cultura, Geração WEB, Influência da Rede Mundial de Computador no Aprendizado Infantil, Juvenil e Adulto, Reciclagem Profissional, Contabilidade Integrada ou Digital, Disseminação ou Socialização do Conhecimento Científico e Tecnológico, Mútua Colaboração, Cooperativismo, Intercâmbio de Informações, Avanços da Informática e nas Telecomunicações.

A INFLUÊNCIA DA INTERNET NA VIDA DOS JOVENS

Nova Infância - Infância Conectada

Texto da Redação da Revista "E" do SESC-SP, publicado na sua edição imprensa de outubro de 2013 e no site do SESC-SP. Aqui com adaptação do texto original em preto e comentários em azul por Américo G Parada Fº - Contador - Coordenador do COSIFE.

As tecnologias digitais fazem parte do cotidiano das crianças e modificam o modo como elas se relacionam com o mundo, brincam e adquirem conhecimento

"CRENÇA E APAREÇA"

A infância do século 21 é ímpar na história da humanidade. No contexto das tecnologias de informação e comunicação, globalização econômica e mundialização da cultura, segue longe o tempo em que os pequenos tinham de crescer para ser levados em conta.

Cresça e apareça. Assim diziam os bisavós das crianças de hoje.

OS "NATIVOS DIGITAIS"

Entre outras características, essa parcela da população hoje é composta de nativos digitais, com um modo de percepção, aprendizagem e expressão audiovisual, além de serem mais participativos, reflexivos e buscarem um novo protagonismo.

Muitos desses Nativos Digitais estão ensinando os seus pais e avós a utilizarem o computador eletrônico e até o telefone celular.

OS PERIGOS ENFRENTADOS PELA GERAÇÃO WEB

Torna-se importante acrescentar que não foram somente as crianças as beneficiadas ou contaminadas por essa grandiosa avalanche de informações úteis e muitas vezes inúteis veiculadas na Internet.

A rede mundial de computadores é um excelente meio de pesquisa educacional, científica e tecnológica, se o indivíduo tiver um objetivo a ser alcançado. Caso contrário, nada encontrará antes que alguém com maiores conhecimentos sobre fatos do passado o ajude. Esta é a finalidade do COSIFE que se propõe a facilitar as pesquisas e os estudos sobre a contabilidade das entidades com ou sem fins lucrativos, públicas ou privadas.

Entretanto, além das baboseiras, a Internet também oferece a possibilidade de serem cometidos muitos crimes, alguns considerados hediondos. Por intermédio da Internet muitos indivíduos podem ser induzidos ao descaminho. Assim sendo, essa grande rede mundial de computadores também tem servido a criminosos de todos os tipos, especialmente aos fraudadores ou estelionatários, pois são comuns os chamados de "crimes cibernéticos".

Veja a relação dos crimes que devem ser denunciados na página específica da Polícia Federal.

Entre os crimes mais praticados estão a pedofilia e a exploração da jovial e inocente sensualidade das crianças, especialmente das meninas.

Assim, cabe aos país não incentivar as suas filhas (e também os filhos) a almejarem a carreira de modelo ou artista, precocemente. Os criminosos geralmente se aproveitam desses sonhos infantis e juvenis, alimentados pelos próprios pais, para induzirem os menores ao erro que pode gerar sequela irreversível.

O PAPEL DOS MERCENÁRIOS DA MÍDIA

Por tais motivos os meios de comunicação atualmente têm alertado os pais para que fiquem atentos ao que seus filhos estão pesquisando na Internet, incluindo aqueles que pesquisam sobre as formas de chegar à magreza das modelos, que transforma principalmente as meninas em doentes anoréticas.

No que concerne a esse tema, a televisão se tornou cúmplice dos problemas existentes e agora tenta reverter o péssimo papel anteriormente desempenhado, quando se propôs à manipulação da opinião pública em proveito de seus anunciantes.

A IDÊNTICA RESPONSABILIDADE DO FRANQUEADOR E DO FRANQUEADO

Muitas emissoras vendem espaço a terceiros e apenas limitam-se a alertar que o programa a seguir é de total responsabilidade de seus idealizados.

Esse tipo de mensagem é tão inconsequente como a desculpa de algumas empresas quando dizem que a culpa da má qualidade dos produtos de sua marca é das empresas franqueadas.

É obrigação do franqueador efetuar a aferição da qualidade da produção terceirizada, anteriormente chamada de "industrialização por encomenda". A mesma regra vale para terceirização dos serviços.

Essa regra básica está no Código de Defesa do Consumidor. Veja ainda os textos em que se discorre sobre as Franquias:

PROGRAMAS PARA COMPUTADORES AUXILIAM OS PAIS

Programas (software) antivírus fornecem meios impedir a navegação imprópria e exibem advertências quanto ao conteúdo impróprio da página que se pretende visitar.

O ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE

É pouco?

Pois bem, outra mudança fundamental na vida cotidiana diz respeito ao estatuto da criança e do adolescente (Lei 8.069/1990).

A referida Lei já sofreu alterações em razão das práticas observadas pelos estudiosos. Diante dos fatos apurados, foram sugeridas de alterações que foram acatadas pelos legisladores.

OS DIREITOS SÃO IGUAIS, MAS OS DEVERES E AS RESPONSABILIDADES NÃO SÃO

Pela primeira vez, em séculos de lutas sociais, esses indivíduos ("menores de idade") possuem direitos civis iguais aos dos adultos e uma condição privilegiada de pessoas com direitos, mas sem deveres ou responsabilidades, afirma a pesquisadora das inter-relações entre as mídias e os processos educacionais da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) Maria Luiza Belloni, autora de Crianças e Mídias no Brasil: Cenários de Mudança (Papirus, 2010), entre outros livros.

Nesse tema se enquadra a discussão sobre a redução da idade penal para que o menor infrator seja punido a exemplo do que é feito com os demais indivíduos considerados adultos. Isto é, num determinado dia, anterior a sua data de aniversário, o menor é infrator e a partir do dia seguinte, se cometer o mesmo crime ou ato infracional, é considerado um adulto criminoso

Haverá uma radical mudança de enquadramento legal se o ato infracional for cometido às 23:59h de um dia e o agora crime for praticado à 00:01h do dia seguinte.

Observe que no exemplo existe um espaço de tempo de apenas 2 minutos entre os eventuais atos praticados. Neste caso, no dia anterior à data de aniversário não há tempo hábil para que o menor infrator seja recolhido à antiga FEBEM e também, um ou dois minutos depois, não poderá ser preso como adulto porque o crime foi cometido quando era menor de idade, dois minutos antes.

A INFLUÊNCIA DA GRANDE MÍDIA MANIPULADORA DA OPINIÃO PÚBLICA

O processo de formação das novas gerações é, evidentemente, estimulado e fortalecido pelo acesso às mídias.

Torna-se importante destacar que essa enorme procura pela melhor esclarecimento através da Internet teve origem na pouca informação disponibilizada pela Grande Mídia. Os chamados de "Jornalões", assim como as mais importantes emissoras de rádio e de televisão passaram a atuar como meros agentes da manipulação da opinião pública, especialmente a serviço dos interesses mesquinhos de seus grandes anunciantes, que são os principais detentores do poderio econômico.

ALTERNATIVA PARA O POVO: PROCURAR A VERDADE NA INTERNET

Então, como a intenção precípua da Grande Mídia era a de enganar o público, conforme determinavam os seus endinheirados anunciantes, a Internet surgiu como meio de comunicação direta entre as pessoas, que passaram a ter o direito de livremente expressar sua opinião sem a censura privada promovida dos detentores do poder político, social e econômico.

Por tais motivos, muitos jornalistas se tornaram "blogueiros" exatamente porquê seus patrões os impediam de publicar o que o Povo de fato queria saber. Esse foi o principal motivo pelo qual o site COSIFE passou a existir em 1999.

No que concerne aos profissionais da área contábil, o COSIFE foi o primeiro a fornecer principalmente aos contadores, auditores internos e independentes, assim como aos legisladores e aos agentes de fiscalização nas esferas federal, estadual e municipal as informações sobre como são praticadas as falcatruas no mundo empresarial para que todos os verdadeiros cidadãos pudessem ter os conhecimentos necessários para combatê-las. Nesse segmento empresarial também estão as instituições do sistema financeiro e as  mercado de capitais, incluindo as bolsas de valores e de mercadorias e futuros (os cassinos globais).

AS MUDANÇAS NA INFÂNCIA DA GERAÇÃO WEB

Porém, Maria Luiza ressalta que as mudanças na infância de hoje são fruto não apenas da era digital, mas sim de uma evolução que culmina com a criação da televisão e tem como base o desenvolvimento de técnicas que possibilitam o registro e a reprodução de sons e imagens fixas e em movimento.

Isso se dá a partir da segunda década do século 19 [quando o Brasil com dimensões continentais ainda era colonizado pelo diminuto Portugal], em pleno desenvolvimento da imprensa. Nessa época, ocorre uma revolução técnica muito importante para a cultura atual: a invenção da fotografia, do fonógrafo e do cinema.

Essa evolução técnica está na origem da cultura audiovisual que tomou conta do planeta através do cinema e da televisão de massa”, analisa.

Portanto, é bom lembrar que, antes de serem nativos digitais, os seres humanos foram e ainda são nativos audiovisuais, e esta é a característica fundamental da cultura do século 20”.

A GUERRA VERDADEIRAMENTE INTELECTUAL PROMOVIDA PELOS BLOGUEIROS

A internet de fato se desenvolveu e se tornou importante no Século XXI, quando determinados profissionais e verdadeiros intelectuais rejeitados pelos patrões da Mídia tradicional (acima exemplificada em negrito itálico) resolveram criar os sites sediados em Paraísos Fiscais que atualmente estão entre os dez mais visitados da Rede Mundial de Computadores.

Assim foi iniciada a GRANDE GUERRA dos agora chamados de "blogueiros" contra a Grande Mídia manipuladora da opinião pública.

A IMPORTÂNCIA DA CONTABILIDADE INTEGRADA

Torna-se importante alertar o leitor para o contido no texto do COSIFE intitulado Contabilidade Integrada em que se discorre sobre um também importante fato desconhecido e até ocultado pelos demais profissionais de nível superior.

Agora, a antiga Contabilidade Integrada é chamada de Contabilidade Digital.

A informática e as telecomunicações se desenvolveram em razão da necessidade de apuração e compilação de grandes números e de dados a serem processados pela Contabilidade Pública ou Governamental. A partir do desenvolvimento dos computadores, especialmente para uso exclusivo dos governos, as grandes empresas também passaram a utilizá-lo em grande escala a partir da década de 1960.

Considerando que as grandes empresas foram fincando seus tentáculos em outros países, houve o desenvolvimento das telecomunicações. E, com a finalidade de barateamento (redução dos custos operacionais) das comunicações internacionais de cunho contábil, e consequentemente estatístico, econômico e administrativo, surgiu a grande rede mundial de computadores.

Inicialmente os governos e as empresas tinham suas redes particulares por intermédio das antenas parabólicas direcionadas para satélites artificiais. Com tal finalidade os russos lançaram o primeiro satélite porque da URSS - União das Repúblicas Socialistas Soviéticas participava significativo número de países que tinham dificuldade de comunicação entre si. Diante da grande quantidade de dados e de números contábeis envolvidos, as comunicações por rádio e telégrafo se tornaram ineficientes.

DIFERENÇAS DE PROCEDIMENTOS ENTRE GERAÇÕES

Diante de todos esses fatos, a rotina das crianças também sofreu alterações, já que o tempo livre foi praticamente suprimido. Se antigamente passavam horas brincando entre si, sem a presença de adultos, exercitando livremente a imaginação, experimentando o poder, criando histórias e personagens, inventando regras do jogo, hoje grande parte delas estão o tempo todo ligadas a algum gadget [geringonça ou dispositivo] eletrônico que lhes apresenta conteúdos, histórias, personagens e regras, criado por adultos com objetivos econômicos [lucro fácil, ganho com extrema rapidez].

Afinal, grande parte dos adultos pensa duas vezes antes de gastar, enquanto as crianças forçam os pais a saciarem os seus constantes desejos de exibir para os coleguinhas as novidades colocadas no mercado, intensamente propagandas pelos mercenários da mídia.

Ou seja, por um lado as novas gerações adquiriram novos direitos e um novo lugar na sociedade [de consumo], mas por outro elas perderam muito da liberdade criativa e ingênua que lhes permitia escapar da influência avassaladora da [mercantilista] sociedade adulta”, diz Maria Luiza.

Além disso, o acesso às tecnologias de informação e comunicação tende a gerar um abismo tecnológico entre as gerações, principalmente nas famílias com acesso domiciliar à internet, nas quais as crianças e adolescentes são, em geral, os maiores usuários.

Como consequência desse avassalador desenvolvimento da informática e das comunicações, há uma inversão dos papéis tradicionais nas relações entre o "adulto que sabe" e a "criança que não sabe", gerando mal-estar nas famílias e nas escolas. Isto é, hoje em dia as crianças sabem muitas coisas que os adultos mais conservadores não sabem.

Cria-se uma nova espécie de diversidade cultural intergeracional e interclasses, já que os jovens muitas vezes estão mais informados, via redes sociais e outras ferramentas. Observa-se também uma diferença ética, na compreensão de mundo, nas formas de percepção e, portanto, de aprendizagem.

Aprendizagem interativa

Os aparatos tecnológicos desenvolvidos em razão da necessidade de contabilização do grandioso volume de operações empresariais e governamentais ocupam cada vez mais espaço no cotidiano das crianças e modificam o modo como elas exercem sua sociabilidade, brincam e adquirem conhecimento. O modelo tradicional de ensino, centrado na figura do professor como transmissor dos saberes, vem dando lugar a um formato colaborativo [cooperativo de socialização ou] de construção de conhecimento, mediante um intenso intercâmbio de informações como aquele exigido pelo artigo 28 da Lei 6.385/1976 e intensificado pelas Leis Complementares 104 e 105/2001 que flexibilizaram os sigilos bancário e fiscal.

OS CORRUPTOS COMO GUARDIÃES DOS DOCUMENTOS INCRIMINATÓRIOS

Como a aprovação de tal legislação, entre outras, no Brasil passou a ser possível a apresentação de exemplos de fatos e atos criminosos que no passado eram escondidos pelas próprias autoridades governamentais. Os corruptos eram os guardiães da documentação de comprovação dos crimes por eles praticados.

Por isso muitos indivíduos ainda acham que antigamente não existiam os crimes atualmente desvendados.

Os documentos que comprovam a prática desses antigos crimes escondidos pelos seus praticantes pelo mundo afora, foram publicados pelo WIKILEAKS, um dos "blogs" mais visitados.

Os alunos aprendem em redes interativas, trocando informações instantaneamente e criando, assim, seus próprios percursos de aprendizagem”, esclarece a pesquisadora na área de educação infantil, processos de ensino-aprendizagem e representações sociais da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) Viviane Bona.

Para a especialista, modelos mais autônomos e interativos são proporcionados por essas novas tecnologias e, consequentemente, diferentes formas de aprendizagem surgem no atual cenário.

Foi o que passou a fazer o coordenador do COSIFE a partir de 1999, no âmbito da contabilidade.

De acordo com a professora do Departamento de Educação da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio) Gilda Helena Bernardino de Campos, o grande desafio da educação hoje é criar situações didáticas que incorporem as tecnologias digitais da informação e da comunicação no currículo escolar.

Foi o que também passou a fazer o coordenador do COSIFE a partir de 1999 para disseminar a importância da informação contábil, inclusive como forma de desvendar os grandes crimes financeiros (fraudes financeiras internacionais especialmente praticadas pelas empresas multinacionais, também chamadas de transnacionais, quase sempre sediadas ou com ramificações em paraísos fiscais).

Veja as regras básicas em Contabilidade Forense e em Rastreamento do Fluxo Financeiro Internacional.

A TEORIA CONTÁBIL APLICADA AO INTERCÂMBIO DE INFORMAÇÕES

Na década de 1950 existia o curso comercial básico, equivalente à segunda metade do atual ensino elementar, em que o aluno aprendia as rotinas básicas das operações de compra e venda com a apuração dos seus resultados financeiros (lucro ou prejuízo).

Assim faziam os fazendeiros na época em que o frade Lucas Pacciolo publicou seu compêndio sobre a teoria contábil em que apresentou o método de contabilização chamado de "partidas dobradas". Isto é, para cada débito em cada uma das contas deve existir um correspondente crédito numa outra conta e vice-versa.

Assim também funcionará a troca de informações ou de "créditos de conhecimentos" entre os internautas. Um é credor dos conhecimentos repassados e o outro é devedor pelos ensinamentos recebidos. Assim funcionam os direitos autorais.

Por isso os pesquisadores alertam:

Espera-se que o professor saiba criar estratégias didáticas para que o aluno desenvolva funções cognitivas, tais como buscar e selecionar as informações, resolver problemas e assim construir seu conhecimento de forma mais ativa e colaborativa”, diz a pesquisadora, que também é responsável pela Coordenação Central de Educação a Distância (CCEAD) da PUC-Rio.

O impacto das tecnologias digitais na educação é irreversível, muda-se o foco de ensino para a aprendizagem, mudam as atividades, os exercícios e a forma de encarar a sala de aula”.

Embora a televisão e o rádio tenham mais de 50 anos de presença e grande influência social no país, a realidade da escola pública no Brasil continua baseada na cultura da linguagem escrita, afirma Maria Luiza.

A incorporação crítica e criativa de elementos da cultura audiovisual e das mídias digitais deve ser um dos principais objetivos da escola pública hoje, pois eles já estão totalmente integrados à vida cotidiana da maioria das crianças e adolescentes”, acrescenta.

As culturas infantis e juvenis são saturadas de imagens e de sons organizados em sistemas de significação ultrassofisticados, que engendram novos modos de perceber e de aprender. Hoje, todos podem ser produtores de mensagens, mas as escolas públicas brasileiras não criam condições para que as crianças se apropriem dessas técnicas numa nova perspectiva e não na lógica industrial que rege a produção de massa”.

Segundo a especialista, as mídias podem ainda funcionar como importantes ferramentas de melhoria da qualidade da educação na escola pública, especialmente nesta passagem da escola de meio turno para uma de tempo integral.

O ARCAÍSMO DOS CONSERVADORES

Pensando também na melhoria da qualidade no ensino médio e superior, o método empregado pelo coordenador do COSIFE não permite que sejam decoradas apostilas com elementares e estáticas perguntas e respostas.

O pesquisador ou estudioso precisa ler e entender o explicado sem os maçantes rodeios das tradicionais monografias, mandadas fazer pelos meramente teóricos, em que o autor é obrigado a citar os antigos mestres, sem levar em conta as atualidades e até mesmo a sua máxima experiência.

Chega-se a supor que os professores, presos ao máximo conservadorismo, não acreditam que atualmente possa haver algo novo ou revolucionário que lhes possa ser ensinado por seus discípulos, a exemplo do que as crianças do Século XXI estão ensinando para seus pais acostumados com as mesmices da época em que eram estudantes.

Renovação nas classes

O mundo digital transformou os processos de ensino-aprendizagem e gerou forte impacto nas escolas

As mutações tecnológicas exigem do indivíduo competências comunicacionais e modos de construção do saber (aprender a aprender e a reaprender constantemente) impensáveis décadas atrás, além de conhecimento sobre o mundo contemporâneo e diversidade humana na cultura mundializada [globalizada pelos neoliberais].

De acordo com a pesquisadora das inter-relações entre as mídias e os processos educacionais da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e autora, entre outros, do livro Crianças e Mídias no Brasil: Cenários de Mudança (Papirus, 2010), Maria Luiza Belloni, as crianças chegam à escola com conhecimentos e aptidões desenvolvidos fora dela e à sua revelia, que normalmente são ignorados pelos professores, provocando dificuldades de comunicação.

Daí a necessidade urgente de renovar a formação dos docentes, integrando este enorme desafio de compreender as novas formas de perceber e de aprender que os alunos desenvolvem, desde muito jovens, no contato com as tecnologias digitais, dentre as quais se destacam: os modos autônomos e colaborativos de aprender e a capacidade de processar múltiplas informações ‘em paralelo’”, afirma.

A passagem da comunicação de massa, em que somos apenas espectadores, à comunicação interativa, em que podemos ser produtores de mensagens, foi a grande revolução técnica no século 21. Por isso, as possibilidades de interatividade virtual mediada por esses dispositivos técnicos digitais estão transformando as culturas infantojuvenis, desafiando e exigindo da escola e das famílias novas respostas e soluções.

Nesse contexto, Maria Luiza acredita que o papel da educação deve ser, além de propiciar a apropriação crítica e criativa das novas linguagens de modo a estar em sintonia com as culturas dos jovens, desenvolver metodologias inovadoras de uso pedagógico desses meios. Além disso, democratizar o acesso às tecnologias, já que no Brasil ainda há grandes desigualdades sociais nesse acesso.

A escola do futuro deveria ser então uma escola que ensinasse a aprender, em vez de transmitir conteúdos, com projetos interdisciplinares, aprendizagens interpares, uso intensivo de tecnologias e uma presença muito importante de aprendizagens de ciências, artes e esportes”, diz a pesquisadora.

Ou seja, uma combinação equilibrada e inteligente de inovação pedagógica e técnica, com a finalidade de formação do sujeito autônomo, capaz de aprender ao longo da vida, nesta sociedade saturada de máquinas cada vez mais inteligentes”.

A ESCOLA DO FUTURO JÁ ESTÁ PRESENTE DESDE 1999

Na área das Ciências Contábeis o site do COSIFE já é desde 1999 a Escola do Futuro. Qualquer semelhança com o recomendado no texto publicado pela Revista "E" do SESC-SP é mera coincidência, porque as referidas pesquisadoras e os redatores do texto, por não serem Contadoras, jamais acessaram este site.

E o método utilizado neste site, cujo padrão é o de apresentar Roteiros de Pesquisa e Estudo de conformidade com temas propostos pelos próprios internautas, tem sido elogiado por alunos e professores dessa área de atuação profissional. O sucesso desse método é tão patente que vários outros site passaram a adotar semelhante método.

Ao contrário do que fazem os demais sites, as matérias veiculadas no COSIFE são escritas com a indicação (endereçamento ou link) dos textos legais atualizados pela Casa Civil da Presidência da República, cujo site deve ser a maior fonte de consulta de texto legais aprovados pelo Congresso Nacional. Obviamente que também são consultados os dados constantes dos sites da Câmara dos Deputados e do Senado Federal.

 Na esfera das normas regulamentares, são indicadas as informações contidas nos sites dos  ministérios e das autarquias, nesse rol incluindo-se os das agências reguladoras em que também se incluem as primeiras constituídas: Receita Federal, Banco Central do Brasil, Comissão de Valores Mobiliários, Superintendência de Seguros Privados e os seus respectivos Conselhos.

Por estarem diretamente envolvidas na profissão contábil, são apontados os princípios e as normas expedidas pelo CFC - Conselho Federal de Contabilidade.

Atendendo a solicitações dos internautas são desenvolvidos textos sobre temas que resultam no esclarecimento de dúvidas pouco ou não discutidas por autores de livros e pelos demais sites existentes na Internet. Diante desse trabalho, muitos dos usuários nos ajudam a manter o site atualizado ao apontarem determinadas falhas no seu processamento.

Então, diante dessa disponível forma de intercâmbio de informações com os internautas, antes do surgimento dos mais recentes concorrentes a usarem o mesmo método, o COSIFE teve picos de até 18 mil visitas diárias e chegou a estar entre os 6.500 sites mais visitados entre os milhões existentes no Brasil.

Por isso, pode ser dito que a Escola do Futuro já está Presente no COSIFE desde 1999, que é o pioneiro no EAD - Ensino à Distância gratuito, sem subvenção governamental ou de quaisquer entidades privadas, por isso tem liberdade para mostrar as falcatruas.