início > contabilidade Ano XX - 21 de abril de 2019



QR - Mobile Link
APÊNDICES DA NBC-TR-2410

NBC - NORMAS BRASILEIRAS DE CONTABILIDADE

NBC-TR - NORMAS TÉCNICAS DE REVISÃO

NBC-TR-2410 - REVISÃO DE INFORMAÇÕES INTERMEDIÁRIAS EXECUTADA PELO AUDITOR DA ENTIDADE

APÊNDICES

  • Apêndice 1: Exemplo de carta de contratação para revisão de informações intermediárias
  • Apêndice 2: Procedimentos analíticos que o auditor pode considerar na execução da revisão de informações intermediárias
  • Apêndice 3: Exemplo de carta de representação da administração
  • Apêndice 4: Exemplos de relatórios de revisão de informações intermediárias
  • Apêndice 5: Exemplos de relatórios de revisão com ressalva, decorrente de desvio da estrutura de relatório financeiro aplicável
  • Apêndice 6: Exemplos de relatórios de revisão com ressalva, decorrente de limitação de alcance não imposta pela administração
  • Apêndice 7: Exemplos de relatórios de revisão com conclusão adversa, decorrente de desvio da estrutura de relatório financeiro aplicável

Apêndice 1 - Exemplo de carta de contratação para revisão de informações intermediárias

A carta a seguir deve ser usada como orientação juntamente com a consideração descrita no item 10 desta Norma e deve ser adaptada de acordo com as exigências e circunstâncias individuais.

Ao Conselho de Administração (ou representante qualificado da administração)

Esta carta é para confirmar nosso entendimento dos termos e objetivos da nossa contratação para revisar o balanço patrimonial intermediário da entidade de 30 de junho de 20X1 e as respectivas demonstrações do resultado, das mutações do patrimônio líquido e dos fluxos de caixa para o semestre findo naquela data.

Nossa revisão será conduzida de acordo com as normas brasileiras e internacionais de revisão, com o objetivo de nos fornecer base para informar se tomamos conhecimento de algum fato que nos leve a acreditar que as informações intermediárias não foram elaboradas, em todos os aspectos relevantes, de acordo com [indicar estrutura de relatório financeiro aplicável, incluindo referência à jurisdição ou ao país de origem da estrutura de relatório financeiro quando a estrutura de relatório financeiro usada não for as práticas contábeis adotadas no Brasil].

Uma revisão consiste na execução de indagações, principalmente às pessoas responsáveis por assuntos financeiros e contábeis, e na aplicação de procedimentos analíticos e de outros procedimentos de revisão, e não exige, geralmente, a corroboração das informações obtidas. O alcance de uma revisão de informações intermediárias é significativamente menor do que o alcance de uma auditoria conduzida de acordo com as normas de auditoria, cujo objetivo é expressar uma opinião sobre as demonstrações contábeis e, consequentemente, não expressaremos uma opinião.

Esperamos apresentar o relatório sobre as informações intermediárias como segue:

[Incluir texto do exemplo de relatório]

A administração da entidade é responsável pelas informações intermediárias, incluindo sua adequada divulgação. Isso inclui planejamento, implementação e manutenção de controle interno relevante para a elaboração e apresentação de informações intermediárias que não apresentem distorções relevantes, independentemente se causadas por fraude ou erro, seleção e aplicação de políticas contábeis apropriadas e estimativas contábeis que sejam razoáveis nessas circunstâncias. Como parte da nossa revisão, solicitaremos representações formais da administração das afirmações feitas em conexão com a revisão. Solicitaremos, também, que qualquer documento que contenha informações intermediárias indique que essas informações foram revisadas e que nosso relatório de revisão será também incluído no documento.

Uma revisão de informações intermediárias não fornece segurança de que chegarão ao nosso conhecimento todos os assuntos significativos que poderiam ser identificados em uma auditoria. Além disso, nosso trabalho não tem por finalidade a identificação de fraudes, erros ou atos ilegais. Entretanto, informaremos sobre quaisquer assuntos relevantes que cheguem ao nosso conhecimento.

Contamos com a plena cooperação de seu pessoal e acreditamos que eles nos disponibilizarão todos os registros, documentação e outras informações necessárias para nossa revisão.

[Inserir informações adicionais referentes a acordos de honorários e faturamento, conforme apropriado.]

Esta carta será válida para exercícios futuros [indicar o prazo e condições de renovação automática], a menos que seja rescindida, alterada ou substituída (se aplicável).

Solicitamos que assinem e devolvam a cópia anexa a esta carta, indicando sua concordância com os termos referentes à revisão das demonstrações contábeis.

Aceitação em nome da Entidade ABC por
(assinado)
Nome e cargo
Data

Apêndice 2 - Procedimentos analíticos que o auditor pode considerar na execução da revisão de informações intermediárias

Exemplos de procedimentos analíticos que o auditor pode considerar na execução de revisão de informações intermediárias incluem o seguinte:

  • Comparar as informações intermediárias do período corrente com as do período imediatamente anterior, com as de igual período do exercício financeiro anterior, com as previstas pela administração (orçamento de resultado, por exemplo) para o período corrente e com as demonstrações contábeis anuais auditadas mais recentes.
  • Comparar as informações intermediárias com os resultados intermediários previstos, tais como orçamentos ou previsões (por exemplo, comparar saldos de impostos e a relação entre a provisão para imposto de renda com o lucro antes do imposto de renda nas informações intermediárias correntes com as correspondentes informações em (a) orçamentos, usando taxas previstas e (b) informações contábeis para períodos anteriores).
  • Comparar informações intermediárias atuais com informações não financeiras relevantes.
  • Comparar os valores registrados, ou índices produzidos a partir de valores registrados, com as expectativas desenvolvidas pelo auditor. O auditor desenvolve essas expectativas identificando e aplicando relações que devem, de forma razoável, existir com base no entendimento do auditor da entidade e do setor em que a entidade atua.
  • Comparar índices e indicadores para o período intermediário atual com aqueles de entidade do mesmo setor.
  • Comparar relações entre elementos nas informações intermediárias atuais com relações correspondentes nas informações intermediárias de períodos anteriores, por exemplo, por tipo de despesa como porcentagem das vendas; por tipo de ativos como porcentagem do total de ativos; e porcentagem de variação nas vendas em relação à porcentagem de variação nos recebíveis.
  • Comparar dados segregados.

Seguem exemplos de como os dados podem ser segregados:

  • por período, como, por exemplo, itens de receita ou despesa segregados em valores trimestrais, mensais ou semanais;
  • por linha de produto ou fonte de receita;
  • por local, como, por exemplo, por componente;
  • por atributos da transação, como, por exemplo, receita gerada por designers, arquitetos ou artesãos;
  • por diversos atributos da transação, como, por exemplo, vendas por produto e mês.

Apêndice 3 - Exemplo de carta de representação da administração

A carta a seguir não pretende ser uma carta-padrão. Representações da administração variam de entidade para entidade e de um período intermediário para o outro.

(Papel timbrado da entidade)

(Data)

(Para auditor)

Parágrafos iniciais se as informações intermediárias compreenderem demonstrações contábeis condensadas:

Esta carta de representação é fornecida em relação à sua revisão do balanço patrimonial condensado da Entidade ABC, de 31 de março de 20X1, e as respectivas demonstrações condensadas do resultado, das mutações do patrimônio líquido e dos fluxos de caixa para o trimestre findo naquela data, com a finalidade de expressar uma conclusão quanto ao conhecimento de algum fato que o leve a acreditar que as informações intermediárias não foram elaboradas, em todos os aspectos relevantes, de acordo com [indicar estrutura de relatório financeiro aplicável, incluindo referência à jurisdição ou ao país de origem da estrutura de relatório financeiro quando a estrutura de relatório financeiro usada não for as práticas contábeis adotadas no Brasil].

Reconhecemos nossa responsabilidade pela elaboração e apresentação das informações intermediárias de acordo com [indicar estrutura de relatório financeiro aplicável].

Parágrafos iniciais se as informações intermediárias compreenderem o conjunto completo de demonstrações contábeis elaboradas para fins gerais e de acordo com a estrutura de relatório financeiro planejada para alcançar uma apresentação adequada:

Esta carta de representação é fornecida em relação à sua revisão do balanço patrimonial da Entidade ABC, em 31 de março de 20X1, e das respectivas demonstrações do resultado, das mutações do patrimônio líquido e dos fluxos de caixa para o trimestre findo naquela data, incluindo o resumo das políticas contábeis significativas e outras notas explicativas. Essa revisão tem como objetivo possibilitar a Vossas Senhorias expressar uma conclusão quanto ao conhecimento de algum fato que os leve a acreditar que as informações intermediárias não apresentam adequadamente, em todos os aspectos relevantes, a posição patrimonial e financeira da Entidade ABC, em 31 de março de 20X1, o desempenho de suas operações e os seus fluxos de caixa de acordo com [indicar estrutura de relatório financeiro aplicável, incluindo referência à jurisdição ou ao país de origem da estrutura de relatório financeiro quando a estrutura de relatório financeiro usada não for as práticas contábeis adotadas no Brasil].

Reconhecemos nossa responsabilidade pela apresentação adequada das informações intermediárias de acordo com [indicar estrutura de relatório financeiro aplicável].

Confirmamos, com base em nosso melhor conhecimento e julgamento, as seguintes representações:

As informações intermediárias acima mencionadas foram elaboradas e estão apresentadas de acordo com [indicar estrutura de relatório financeiro aplicável].

Disponibilizamos todos os livros contábeis e documentação comprobatória e todas as atas das reuniões dos acionistas e do conselho de administração (identificar atas, inserindo datas aplicáveis).

Não existem transações relevantes que não tenham sido adequadamente registradas nos registros contábeis que suportam as informações intermediárias.

Não houve nenhum não cumprimento real ou possível de leis e regulamentos que poderiam ter efeito relevante nas informações intermediárias no caso de não cumprimento.

Reconhecemos nossa responsabilidade pelo planejamento e implementação do controle interno para evitar e detectar fraude e erro.

Divulgamos para Vossas Senhorias todos os fatos significativos relacionados com quaisquer fraudes ou suspeitas de fraude conhecidas que possam ter afetado a entidade.

Divulgamos para Vossas Senhorias os resultados de nossa avaliação do risco de que as informações intermediárias podem apresentar distorção relevante como resultado de fraude.

Acreditamos que os efeitos das distorções não ajustadas, resumidas no demonstrativo anexo, são irrelevantes, tanto individualmente como no agregado, para as informações intermediárias tomadas em conjunto.

Confirmamos a integridade das informações fornecidas para Vossas Senhorias referentes à identificação das partes relacionadas.

As seguintes informações foram adequadamente registradas e, quando apropriado, adequadamente divulgadas nas informações intermediárias:

  • transações com partes relacionadas, incluindo vendas, compras, empréstimos, transferências, acordos de arrendamento mercantil e garantias, assim como os valores a receber ou a pagar de partes relacionadas;
  • garantias, por escrito ou verbais, pelas quais a entidade é contingentemente responsável; e
  • acordos e opções de recompra de ativos vendidos anteriormente.

A apresentação e a divulgação das mensurações do valor justo de ativos e passivos estão de acordo com [indicar estrutura de relatório financeiro aplicável]. As premissas utilizadas refletem nossa intenção e capacidade de executar os cursos de ação específicos em nome da entidade que são relevantes para a mensuração ou a divulgação do valor justo.

Não temos planos ou intenções que possam afetar de forma relevante o valor contábil ou a classificação dos ativos e passivos refletidos nas informações intermediárias.

Não temos planos de descontinuar linhas de produto ou outros planos ou intenções que resultarão em qualquer estoque em excesso ou obsoleto, e nenhum estoque está demonstrado por valor superior ao valor de realização.

A entidade possui a propriedade de todos os seus ativos e estes estão livres e desembaraçados de quaisquer ônus ou gravames.

Registramos ou divulgamos, conforme apropriado, todos os passivos, reais e contingentes.

[Incluir quaisquer representações adicionais relacionadas às novas normas contábeis que estão sendo implementadas pela primeira vez e considerar quaisquer representações adicionais exigidas por norma de auditoria que sejam relevantes para as informações intermediárias.]

Com base em nosso melhor conhecimento e julgamento, não ocorreu nenhum evento após a data do balanço patrimonial e até a data desta carta que possa exigir ajuste ou divulgação nas informações intermediárias acima mencionadas.

__________________________
(Presidente ou equivalente)

__________________________
(Diretor financeiro)

__________________________
(Contador) (CRC)

Apêndice 4 - Exemplos de relatórios de revisão de informações intermediárias

Conjunto completo de demonstrações contábeis para fins gerais elaboradas de acordo com uma estrutura de relatório financeiro planejada para alcançar uma apresentação adequada (ver item 43(i))

Relatório de revisão de informações intermediárias

(Destinatário apropriado)

Introdução

Revisamos o balanço patrimonial da Entidade ABC, em 31 de março de 20X1, e as respectivas demonstrações do resultado, das mutações do patrimônio líquido e dos fluxos de caixa para o trimestre findo naquela data, incluindo o resumo das práticas contábeis significativas e demais notas explicativas(1).

A administração é responsável pela elaboração e apresentação adequada dessas informações intermediárias de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil. Nossa responsabilidade é a de expressar uma conclusão sobre essas informações intermediárias com base em nossa revisão.

Alcance da revisão

Conduzimos nossa revisão de acordo com as normas brasileiras e internacionais de revisão. Uma revisão de informações intermediárias consiste na realização de indagações, principalmente às pessoas responsáveis pelos assuntos financeiros e contábeis e na aplicação de procedimentos analíticos e de outros procedimentos de revisão. O alcance de uma revisão é significativamente menor do que o de uma auditoria conduzida de acordo com as normas de auditoria e, consequentemente, não nos permitiu obter segurança de que tomamos conhecimento de todos os assuntos significativos que poderiam ser identificados em uma auditoria. Portanto, não expressamos uma opinião de auditoria.

Conclusão

Com base em nossa revisão, não temos conhecimento de nenhum fato que nos leve a acreditar que as informações intermediárias não apresentam adequadamente, em todos os aspectos relevantes, a posição patrimonial e financeira da entidade, em 31 de março de 20X1, o desempenho de suas operações e os seus fluxos de caixa para o trimestre findo naquela data de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil(2).

Local (localidade do escritório de auditoria que emitiu o relatório) e data do relatório do auditor independente.

Nome do auditor independente (pessoa física ou jurídica), nome do profissional (sócio ou responsável técnico, no caso de o auditor ser pessoa jurídica), números de registro no CRC da firma de auditoria e do profissional que assina o relatório.

Assinatura do auditor independente.

(1) O auditor pode querer especificar a autoridade reguladora ou autoridade equivalente nas quais as informações intermediárias são arquivadas.

(2) Incluir referência à jurisdição ou ao país de origem da estrutura de relatório financeiro quando a estrutura de relatório financeiro usada não for as práticas contábeis adotadas no Brasil.

Outras informações intermediárias (ver item 43(j))

Relatório de revisão de informações intermediárias

(Destinatário apropriado)

Introdução

Revisamos o balanço patrimonial [condensado] da Entidade ABC, em 31 de março de 20X1, e as respectivas demonstrações [condensadas] do resultado, das mutações do patrimônio líquido e dos fluxos de caixa para o trimestre findo naquela data(1). A administração é responsável pela elaboração e apresentação dessas informações intermediárias de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil. Nossa responsabilidade é a de expressar uma conclusão sobre essas informações intermediárias com base em nossa revisão.

Alcance da revisão

Conduzimos nossa revisão de acordo com as normas brasileiras e internacionais de revisão. Uma revisão de informações intermediárias consiste na realização de indagações, principalmente às pessoas responsáveis pelos assuntos financeiros e contábeis, e na aplicação de procedimentos analíticos e de outros procedimentos de revisão. O alcance de uma revisão é significativamente menor do que o de uma auditoria conduzida de acordo com as normas de auditoria e, consequentemente, não nos permitiu obter segurança de que tomamos conhecimento de todos os assuntos significativos que poderiam ser identificados em uma auditoria. Portanto, não expressamos uma opinião de auditoria.

Conclusão

Com base em nossa revisão, não temos conhecimento de nenhum fato que nos leve a acreditar que as informações intermediárias não estão elaboradas, em todos os aspectos relevantes, de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil(2).

Local (localidade do escritório de auditoria que emitiu o relatório) e data do relatório do auditor independente.

Nome do auditor independente (pessoa física ou jurídica), nome do profissional (sócio ou responsável técnico, no caso de o auditor ser pessoa jurídica), números de registro no CRC da firma de auditoria e do profissional que assina o relatório.

Assinatura do auditor independente.

(1) O auditor pode querer especificar a autoridade reguladora ou autoridade equivalente nas quais as informações intermediárias são arquivadas.

(2) Incluir referência à jurisdição ou ao país de origem da estrutura de relatório financeiro quando a estrutura de relatório financeiro usada não for as práticas contábeis adotadas no Brasil.

Apêndice 5 - Exemplos de relatórios de revisão com ressalva, decorrente de desvio da estrutura de relatório financeiro aplicável

Conjunto completo de demonstrações contábeis para fins gerais elaboradas de acordo com uma estrutura de relatório financeiro planejada para alcançar uma apresentação adequada (ver item 43(i))

Relatório de revisão de informações intermediárias

(Destinatário apropriado)

Introdução

Revisamos o balanço patrimonial da Entidade ABC, em 31 de março de 20X1, e as respectivas demonstrações do resultado, das mutações do patrimônio líquido e dos fluxos de caixa para o trimestre findo naquela data, incluindo o resumo das políticas contábeis significativas e demais notas explicativas(1). A administração é responsável pela elaboração e apresentação adequada dessas informações intermediárias de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil. Nossa responsabilidade é a de expressar uma conclusão sobre essas informações intermediárias com base em nossa revisão.

Alcance da revisão

Conduzimos nossa revisão de acordo com as normas brasileiras e internacionais de revisão. Uma revisão de informações intermediárias consiste na realização de indagações, principalmente às pessoas responsáveis pelos assuntos financeiros e contábeis, e na aplicação de procedimentos analíticos e de outros procedimentos de revisão. O alcance de uma revisão é significativamente menor do que o de uma auditoria conduzida de acordo com as normas de auditoria e, consequentemente, não nos permitiu obter segurança de que tomamos conhecimento de todos os assuntos significativos que poderiam ser identificados em uma auditoria. Portanto, não expressamos uma opinião de auditoria.

Base para conclusão com ressalva

Com base nas informações fornecidas pela administração, a Entidade ABC excluiu do imobilizado e da dívida de longo prazo certas obrigações de arrendamento mercantil que, em nosso entendimento, deveriam ser capitalizadas para se adequarem às práticas contábeis adotadas no Brasil. Essas informações indicam que, se essas obrigações de arrendamento mercantil tivessem sido capitalizadas em 31 de março de 20X1, o imobilizado seria aumentado em $______, a dívida de longo prazo em $______, e o lucro líquido e o lucro por ação seriam aumentados (reduzidos) em $________, $_________, respectivamente para o trimestre findo naquela data.

Conclusão com ressalva

Com base em nossa revisão, com exceção do assunto descrito no parágrafo anterior, não temos conhecimento de nenhum fato que nos leve a acreditar que as informações intermediárias não apresentam adequadamente, em todos os aspectos relevantes, a posição patrimonial e financeira da entidade, em 31 de março de 20X1, o desempenho de suas operações e os seus fluxos de caixa para o trimestre findo naquela data de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil(2).

Local (localidade do escritório de auditoria que emitiu o relatório) e data do relatório do auditor independente.

Nome do auditor independente (pessoa física ou jurídica), nome do profissional (sócio ou responsável técnico, no caso de o auditor ser pessoa jurídica), números de registro no CRC da firma de auditoria e do profissional que assina o relatório.

Assinatura do auditor independente.

(1) O auditor pode querer especificar a autoridade reguladora ou autoridade equivalente nas quais as informações intermediárias são arquivadas.

(2) Incluir referência à jurisdição ou ao país de origem da estrutura de relatório financeiro quando a estrutura de relatório financeiro usada não for as práticas contábeis adotadas no Brasil.

Outras informações intermediárias (ver item 43(j))

Relatório de revisão de informações intermediárias

(Destinatário apropriado)

Introdução

Revisamos o balanço patrimonial [condensado] da Entidade ABC, em 31 de março de 20X1, e as respectivas demonstrações [condensadas] do resultado, das mutações do patrimônio líquido e dos fluxos de caixa para o trimestre findo naquela data(1). A administração é responsável pela elaboração e apresentação dessas informações intermediárias de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil. Nossa responsabilidade é a de expressar uma conclusão sobre essas informações intermediárias com base em nossa revisão.

Alcance da revisão

Conduzimos nossa revisão de acordo com as normas brasileiras e internacionais de revisão. Uma revisão de informações intermediárias consiste na realização de indagações, principalmente às pessoas responsáveis pelos assuntos financeiros e contábeis, e na aplicação de procedimentos analíticos e de outros procedimentos de revisão. O alcance de uma revisão é significativamente menor do que o de uma auditoria conduzida de acordo com as normas de auditoria e, consequentemente, não nos permitiu obter segurança de que tomamos conhecimento de todos os assuntos significativos que poderiam ser identificados em uma auditoria. Portanto, não expressamos uma opinião de auditoria.

Base para conclusão com ressalva

Com base nas informações fornecidas pela administração, a Entidade ABC excluiu do imobilizado e da dívida de longo prazo certas obrigações de arrendamento mercantil que, em nossa opinião, deveriam ser capitalizadas para se adequarem às práticas contábeis adotadas no Brasil. Essas informações indicam que, se essas obrigações de arrendamento mercantil tivessem sido capitalizadas em 31 de março de 20X1, o imobilizado seria aumentado em $______, a dívida de longo prazo em $______, e o lucro líquido e o lucro por ação seriam aumentados (reduzidos) em $________, $_________, respectivamente para o trimestre findo naquela data.

Conclusão com ressalva

Com base em nossa revisão, com exceção do assunto descrito no parágrafo anterior, não temos conhecimento de nenhum fato que nos leve a acreditar que as informações intermediárias não foram elaboradas, em todos os aspectos relevantes, de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil(2).

Local (localidade do escritório de auditoria que emitiu o relatório) e data do relatório do auditor independente.

Nome do auditor independente (pessoa física ou jurídica), nome do profissional (sócio ou responsável técnico, no caso de o auditor ser pessoa jurídica), números de registro no CRC da firma de auditoria e do profissional que assina o relatório.

Assinatura do auditor independente.

(1) O auditor pode querer especificar a autoridade reguladora ou autoridade equivalente nas quais as informações intermediárias são arquivadas.

(2) Indicar estrutura de relatório financeiro aplicável, incluindo referência à jurisdição ou ao país de origem da estrutura de relatório financeiro quando a estrutura de relatório financeiro usada não for as práticas contábeis adotadas no Brasil.

Apêndice 6 - Exemplos de relatórios de revisão com ressalva, decorrente de limitação de alcance não imposta pela administração

Conjunto completo de demonstrações contábeis elaboradas de acordo com a estrutura de relatório financeiro planejada para alcançar uma apresentação adequada (ver item 43(i))

Relatório de revisão de informações intermediárias

(Destinatário apropriado)

Introdução

Revisamos o balanço patrimonial da Entidade ABC, em 31 de março de 20X1, e as respectivas demonstrações do resultado, das mutações do patrimônio líquido e dos fluxos de caixa para o trimestre findo naquela data, incluindo o resumo das políticas contábeis significativas e outras notas explicativas(1). A administração é responsável pela elaboração e apresentação adequada dessas informações intermediárias de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil. Nossa responsabilidade é a de expressar uma conclusão sobre essas informações intermediárias com base em nossa revisão.

Alcance da revisão

Exceto quanto ao descrito no parágrafo seguinte, conduzimos nossa revisão de acordo com as normas brasileiras e internacionais de revisão. Uma revisão de informações intermediárias consiste na realização de indagações, principalmente às pessoas responsáveis pelos assuntos financeiros e contábeis, e na aplicação de procedimentos analíticos e de outros procedimentos de revisão. O alcance de uma revisão é significativamente menor do que o de uma auditoria conduzida de acordo com as normas de auditoria e, consequentemente, não nos permitiu obter segurança de que tomamos conhecimento de todos os assuntos significativos que poderiam ser identificados em uma auditoria. Portanto, não expressamos uma opinião de auditoria.

Base para conclusão com ressalva

Como resultado do incêndio na filial (nome), em (data), que destruiu seus registros de contas a receber, não pudemos concluir a revisão das contas a receber no total de $________ incluído nas informações intermediárias. A entidade está em processo de reconstrução desses registros e não tem certeza se esses registros suportam o valor apresentado acima e a correspondente provisão para créditos de liquidação duvidosa. Se tivéssemos conseguido concluir nossa revisão das contas a receber, poderíamos ter tomado conhecimento de assuntos que indicassem a necessidade de ajuste nas informações intermediárias.

Conclusão com ressalva

Com base em nossa revisão, exceto pelos eventuais ajustes nas informações intermediárias dos quais poderíamos ter tomado conhecimento se não fosse pela situação descrita, não temos conhecimento de nenhum fato que nos leve a acreditar que as informações intermediárias não apresentam adequadamente, em todos os aspectos relevantes, a posição patrimonial e financeira da entidade em 31 de março de 20X1, o desempenho de suas operações e os seus fluxos de caixa para o trimestre findo naquela data de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil(2).

Local (localidade do escritório de auditoria que emitiu o relatório) e data do relatório do auditor independente.

Nome do auditor independente (pessoa física ou jurídica), nome do profissional (sócio ou responsável técnico, no caso de o auditor ser pessoa jurídica), números de registro no CRC da firma de auditoria e do profissional que assina o relatório.

Assinatura do auditor independente.

(1) O auditor pode querer especificar a autoridade reguladora ou autoridade equivalente nas quais as informações intermediárias são arquivadas.

(2) Indicar estrutura de relatório financeiro aplicável, incluindo referência à jurisdição ou ao país de origem da estrutura de relatório financeiro quando a estrutura de relatório financeiro usada não for as práticas contábeis adotadas no Brasil.

Outras informações intermediárias (ver item 43(j))

Relatório de revisão de informações intermediárias

(Destinatário apropriado)

Introdução

Revisamos o balanço patrimonial [condensado] da Entidade ABC, em 31 de março de 20X1, e as respectivas demonstrações [condensadas] do resultado, das mutações do patrimônio líquido e dos fluxos de caixa para o trimestre findo naquela data(1). A administração é responsável pela elaboração e apresentação dessas informações intermediárias de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil. Nossa responsabilidade é a de expressar uma conclusão sobre essas informações intermediárias com base em nossa revisão.

Alcance da revisão

Exceto quanto ao descrito no parágrafo seguinte, conduzimos nossa revisão de acordo com as normas brasileiras e internacionais de revisão. Uma revisão de informações intermediárias consiste na realização de indagações, principalmente às pessoas responsáveis pelos assuntos financeiros e contábeis, e na aplicação de procedimentos analíticos e de outros procedimentos de revisão. O alcance da revisão é significativamente menor do que o de uma auditoria conduzida de acordo com as normas de auditoria e, consequentemente, não nos permitiu obter segurança de que tomamos conhecimento de todos os assuntos significativos que poderiam ser identificados em uma auditoria. Portanto, não expressamos uma opinião de auditoria.

Base para conclusão com ressalva

Como resultado do incêndio na filial (nome), em (data), que destruiu seus registros de contas a receber, não pudemos concluir a revisão das contas a receber no total de $________ incluído nas informações intermediárias. A entidade está em processo de reconstrução desses registros e não tem certeza se esses registros suportam o valor apresentado e a correspondente provisão para créditos de liquidação duvidosa. Se tivéssemos conseguido concluir nossa revisão das contas a receber, poderíamos ter tomado conhecimento de assuntos que indicassem a necessidade de ajuste nas informações intermediárias.

Conclusão com ressalva

Com base em nossa revisão, exceto pelos eventuais ajustes nas informações intermediárias, que poderíamos ter tomado conhecimento se não fosse pela situação descrita no parágrafo anterior, não temos conhecimento de nenhum fato que nos leve a acreditar que as informações intermediárias não estão elaboradas, em todos os aspectos relevantes, de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil(2).

Local (localidade do escritório de auditoria que emitiu o relatório) e data do relatório do auditor independente.

Nome do auditor independente (pessoa física ou jurídica), nome do profissional (sócio ou responsável técnico, no caso de o auditor ser pessoa jurídica), números de registro no CRC da firma de auditoria e do profissional que assina o relatório.

Assinatura do auditor independente.

(1) O auditor pode querer especificar a autoridade reguladora ou autoridade equivalente nas quais as informações intermediárias são arquivadas.

(2) Indicar estrutura de relatório financeiro aplicável, incluindo uma referência à jurisdição ou ao país de origem da estrutura de relatório financeiro quando a estrutura de relatório financeiro usada não for as práticas contábeis adotadas no Brasil.

Apêndice 7 - Exemplos de relatórios de revisão com conclusão adversa, decorrente de desvio da estrutura de relatório financeiro aplicável

Conjunto completo de demonstrações contábeis elaboradas de acordo com a estrutura de relatório financeiro planejada para alcançar uma apresentação adequada (ver item 43(i))

Relatório de revisão de informações intermediárias

(Destinatário apropriado)

Introdução

Revisamos o balanço patrimonial da Entidade ABC, em 31 de março de 20X1, e as respectivas demonstrações do resultado, das mutações do patrimônio líquido e dos fluxos de caixa para o trimestre findo naquela data, incluindo o resumo das políticas contábeis significativas e demais notas explicativas(1). A administração é responsável pela elaboração e apresentação adequada dessas informações intermediárias de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil. Nossa responsabilidade é a de expressar uma conclusão sobre essas informações intermediárias com base em nossa revisão.

Alcance da revisão

Conduzimos nossa revisão de acordo com as normas brasileiras e internacionais de revisão. Uma revisão de informações intermediárias consiste na realização de indagações, principalmente às pessoas responsáveis pelos assuntos financeiros e contábeis, e na aplicação de procedimentos analíticos e de outros procedimentos de revisão. O alcance de uma revisão é significativamente menor do que o de uma auditoria conduzida de acordo com as normas de auditoria e, consequentemente, não nos permitiu obter segurança de que tomamos conhecimento de todos os assuntos significativos que poderiam ser identificados em uma auditoria. Portanto, não expressamos uma opinião de auditoria.

Base para conclusão adversa

A partir deste período, a administração da entidade deixou de consolidar as demonstrações contábeis de suas controladas por considerar a consolidação inadequada devido à existência de novas participações minoritárias substanciais. Esse procedimento não está de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil. Caso as demonstrações contábeis consolidadas tivessem sido elaboradas, praticamente todas as contas contábeis das informações intermediárias teriam sido significativamente diferentes.

Conclusão adversa

Nossa revisão indica que em razão de o investimento da entidade nas controladas não ter sido apresentado de forma consolidada, conforme descrito no parágrafo anterior, essas informações intermediárias não apresentam adequadamente, em todos os aspectos relevantes, a posição patrimonial e financeira da entidade em 31 de março de 20X1, o desempenho de suas operações e os seus fluxos de caixa para o trimestre findo naquela data de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil(2).

Local (localidade do escritório de auditoria que emitiu o relatório) e data do relatório do auditor independente.

Nome do auditor independente (pessoa física ou jurídica), nome do profissional (sócio ou responsável técnico, no caso de o auditor ser pessoa jurídica), números de registro no CRC da firma de auditoria e do profissional que assina o relatório.

Assinatura do auditor independente.

(1) O auditor pode querer especificar a autoridade reguladora ou autoridade equivalente nas quais as informações intermediárias são arquivadas.

(2) Indicar estrutura de relatório financeiro aplicável, incluindo referência à jurisdição ou ao país de origem da estrutura de relatório financeiro quando a estrutura de relatório financeiro usada não for as práticas contábeis adotadas no Brasil.

Outras informações intermediárias (ver item 43(j))

Relatório de revisão de informações intermediárias

(Destinatário apropriado)

Introdução

Revisamos o balanço patrimonial [condensado] da Entidade ABC, em 31 de março de 20X1, e as respectivas demonstrações [condensadas] do resultado, das mutações do patrimônio líquido e dos fluxos de caixa para o trimestre findo naquela data(1). A administração é responsável pela elaboração e apresentação dessas informações intermediárias de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil. Nossa responsabilidade é a de expressar uma conclusão sobre essas informações intermediárias com base em nossa revisão.

Alcance da revisão

Conduzimos nossa revisão de acordo com as normas brasileiras e internacionais de revisão. Uma revisão de informações intermediárias consiste na realização de indagações, principalmente às pessoas responsáveis pelos assuntos financeiros e contábeis, e na aplicação de procedimentos analíticos e de outros procedimentos de revisão. O alcance de uma revisão é significativamente menor do que o de uma auditoria conduzida de acordo com as normas de auditoria e, consequentemente, não nos permitiu obter segurança de que tomamos conhecimento de todos os assuntos significativos que poderiam ser identificados na auditoria. Portanto, não expressamos uma opinião de auditoria.

Base para conclusão adversa

A partir deste período, a administração da entidade deixou de consolidar as demonstrações contábeis de suas controladas por considerar a consolidação inadequada devido à existência de novas participações minoritárias substanciais. Esse procedimento não está de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil. Caso as demonstrações contábeis consolidadas tivessem sido elaboradas, praticamente todas as contas contábeis das informações intermediárias teriam sido significativamente diferentes.

Conclusão adversa

Nossa revisão indica que em razão de o investimento da entidade nas controladas não ter sido apresentado de forma consolidada, conforme descrito no parágrafo anterior, essas informações intermediárias não estão elaboradas, em todos os aspectos relevantes, de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil(2).

Local (localidade do escritório de auditoria que emitiu o relatório) e data do relatório do auditor independente.

Nome do auditor independente (pessoa física ou jurídica), nome do profissional (sócio ou responsável técnico, no caso de o auditor ser pessoa jurídica), números de registro no CRC da firma de auditoria e do profissional que assina o relatório.

Assinatura do auditor independente.

(1) O auditor pode querer especificar a autoridade reguladora ou autoridade equivalente nas quais as informações intermediárias são arquivadas.

(2) Indicar estrutura de relatório financeiro aplicável, incluindo referência à jurisdição ou ao país de origem da estrutura de relatório financeiro quando a estrutura de relatório financeiro usada não for as práticas contábeis adotadas no Brasil.


(...)

Quer ver mais! Assine o Cosif Eletrônico.