início > cursos Ano XX - 25 de junho de 2019



QR - Mobile Link
FORMAÇÃO DE "CAIXA DOIS" - Realização de Operações Simuladas

BLINDAGEM FISCAL E PATRIMONIAL - ARTIFÍCIOS UTILIZADOS POR SONEGADORES

2 - ASPECTOS CONTÁBEIS (Micro e Macroeconômicos)

2.1 - FORMAÇÃO DE "CAIXA DOIS" <-- clique para ir à próxima página

2.1.1 - Realização de Operações Simuladas

OPERAÇÕES ESQUENTA / ESFRIA - TÍTULOS PÚBLICOS - SELIC

O gráfico apresenta a mais rudimentar operação utilizada para esfriar dinheiro (contabilizar Prejuízo), gerando CAIXA DOIS.

A contraparte nessa operação gera lucro para que uma pessoa física possa esquentar o dinheiro necessário para justificar seus Sinais Exteriores de Riqueza.

No caso da ganhadora ser pessoa jurídica não financeira, pode estar esquentando o seu CAXA DOIS ou reduzindo seus Prejuízos Acumulados, para que os sócios não sejam obrigados recompor a parcela perdida do Capital Social.

Assim, no exemplo ao lado, as instituições em verde são as dissimuladoras, a em azul é a perdedora que gera o CAIXA DOIS e a PFJNF em preto é a que esquenta o seu patrimônio obtido na ilegalidade.

Operações desse tipo são lastreadas com títulos públicos custodiados no SELIC - Sistema Especial de Liquidação e Custódia. Mas, não haveria a necessidade de ter lastro porque são operações DAY-TRADE iniciadas e terminadas no mesmo dia, com liquidação financeira pela diferença entre os valores de compra e de venda.

Por Américo G Parada Fº - Contador - Coordenador dos COSIFE


(...)

Quer ver mais! Assine o Cosif Eletrônico.