início > contabilidade Ano XX - 24 de maio de 2019



QR - Mobile Link
METODOLOGIA DA PESQUISA - ANÁLISE DOS DADOS

AUDITORIA ANALÍTICA EM FACE DA AUDITORIA INDEPENDENTE

TÉCNICAS DE AUDITORIA ANALÍTICA UTILIZADAS NO BRASIL - UM ESTUDO DE CASOS

CAPÍTULO 3  - METODOLOGIA DA PESQUISA

3.10 - ANÁLISE DOS DADOS

René Descartes, buscando traçar normas gerais e indispensáveis a todo trabalho científico, formulou as seguintes regras: (91)

1. Nunca aceitar, por verdadeira, coisa alguma que não conheça como evidente; isto é, -deve-se evitar cuidadosamente a precipitação e a prevenção

2. Dividir cada uma das dificuldades a examinar em tantas parcelas quantas forem necessárias para melhor compreendê-las

3. Conduzir por ordem os pensamentos, começando pelos objetos mais simples e mais fáceis de serem conhecidos, para subir pouco a pouco, gradualmente para os mais complexos.

4. Fazer sempre enumerações tão completas e revisões tão gerais, que dêem certeza de nada omitirem." (91)

NOTA DE RODAPÉ:

(91) D"scartes. René. Discurso do método. São Paulo, Abril Cultural. fev. 1973. p. 45-6. In: (Os Pensadores, v. 15)

Estas regras estão diretamente. relacionadas com a evidência como critério de verdade, a análise, a síntese ou ordem, bem como a condição comum e a garantia da análise e da síntese. Além disso, elas permitem deduzir que a análise dos dados compreende um processo de interpretação, explicação e especificação das evidências colhidas durante uma investigação, sendo que essas tarefas obedecem a uma certa estrutura lógica nas formas dedutiva ou indutiva.

Neste sentido .Kerlinger afirma: (92)

"A análise é a categorização, ordenação, manipulação e sumariação de dados. Seu objetivo é reduzir grandes quantidades de dados brutos passando para uma forma interpretável e mensurável de maneira que características de situações, acontecimentos e de pessoas possam ser descritas sucintamente e as relações entre as variáveis estudadas e interpretadas." (92)

NOTA DE RODAPÉ:

(92) Kerlinger. Fred Nichols. Metodologia da pesquisa em ciências sociais: um tratamento conceitual. Trad. Helena Mendes Rotundo, São Paulo, FPU Edus, 1980. p. 353

Assim, buscou-se analisar as evidências obtidas considerando esses componentes, enfatizando-se que, em virtude do método adotado e da característica exploratória desta pesquisa, não houve a intenção de se utilizar outros instrumentos para a tabulação das evidências.

Portanto, as evidências foram analisadas mediante a descrição de cada caso pesquisado em cotejamento com o referencial teórico, incluindo também as características organizacionais das firmas pesquisadas.

A escolha da descrição de cada caso em separado deveu-se principalmente à obtenção de maior riqueza de detalhes sobre o assunto estudado. Com o fim de descrever o mais fielmente possível os depoimentos dos informantes, destinou-se um capítulo para apresentação dos casos pesquisados (capítulo 4) e outro para análise e interpretação dos mesmos (capítulo 5)


(...)

Quer ver mais! Assine o Cosif Eletrônico.