início > cursos Ano XX - 22 de agosto de 2019



QR - Mobile Link
HOLDING BRASIL ADQUIRE SUBSIDIÁRIA MEDIANTE OBTENÇÃO DE EMPRÉSTIMO EXTERNO

BLINDAGEM FISCAL E PATRIMONIAL - ARTIFÍCIOS UTILIZADOS POR SONEGADORES

2 - ASPECTOS CONTÁBEIS MACROECONÔMICOS

2.3 - INTERNACIONALIZAÇÃO DO CAPITAL EM PARAÍSOS FISCAIS

2.3.3 - Transformação de Capital de Risco em Empréstimo <-- clique para ir à próxima página

2.3.3.1 - HOLDING BRASIL ADQUIRE SUBSIDIÁRIA MEDIANTE OBTENÇÃO DE EMPRÉSTIMO EXTERNO

Como o capital da SUBSIDIÁRIA BRASIL foi integralizado por meio da remessa para o Brasil de bens de produção superfaturados, a intenção é a de remeter para o exterior o capital integralizado por meio de uma alteração do controle acionário, transferido para a empresa HOLDING BRASIL, devedora do dinheiro tomado por empréstimo no exterior.

Então, a Empresa MATRIZ EXTERIOR deposita US$ 1 bilhão na instituição offshore "CC5", que o empresta à empresa HOLDING BRASIL.

Por sua vez, a empresa HOLDING BRASIL compra o controle acionário da empresa SUBSIDIÁRIA BRASIL.

Rasteando o fluxo monetário, observa-se a saída de US$ 1 bilhão da MATRIZ EXTERIOR, que passou pela "CC5" e pela HOLDING BRASIL, voltando à MATRIZ EXTERIOR. Portanto, a movimentação de dinheiro foi nula (simulada), restou a documentação dos atos simulados.

Por Américo G Parada Fº - Contador - Coordenador dos COSIFE


(...)

Quer ver mais! Assine o Cosif Eletrônico.