início > contabilidade Ano XX - 17 de junho de 2019



QR - Mobile Link
CONTABILIDADE DE CUSTOS

CONTABILIDADE COMERCIAL OU MERCANTIL

CONTABILIDADE DE CUSTOS (Revisado em 26-10-2018)

  • CUSTOS FIXOS (aluguéis e leasing, depreciações e amortizações e outros custos incidentes mesmo que a empresa não esteja em funcionamento, como, por exemplo, o IPTU)
  • CUSTOS VARIÁVEIS (mão de obra direta utilizada com os encargos sociais)
  • CUSTOS DE VENDAS
  • CUSTOS ADMINISTRATIVOS (diretos e indiretos)
  • CUSTOS DE DISTRIBUIÇÃO (veículos e respectivos empregados)
  • CUSTOS DE ARMAZENAMENTO (estoques)

Por Américo G Parada Fº - Contador - Coordenador do COSIFE

As empresas comerciais também têm a necessidade de ter uma perfeita contabilidade de custos, principalmente aquelas que têm grande número de departamentos em uma única loja e também cadeia de lojas.

É necessário saber os resultados de cada departamento e os resultados de cada loja, para que os dirigentes possam refletir sobre as decisões a tomar quanto ao redimensionamento e até sobre o eventual fechamento de lojas ou departamentos que estão amargando ou sofrendo prejuízos que coloquem em risco a estabilidade ou continuidade econômica e financeira da empresa.

É necessário saber o custo médio de cada produto para fixação dos preços a serem cobrados na venda ou revenda ("precificação").

Veja quais são os principais tipos de custeamento:

  • Mão de obra Direta
    • Rateio dos Salários dos Empregados
    • Rateio dos Encargos Sociais (Trabalhistas e Previdenciários)
  • Rateio dos Custos do espaço utilizado (aluguéis, depreciações e eventuais amortizações de despesas de implantação e reestruturação, etc)
  • Rateio dos Custos de Armazenamento
  • Rateio das Despesas com Vendas
  • Rateio dos Custos de Distribuição
  • Rateio de Despesas Administrativas (luz, água e esgoto, telefone, material de escritório, limpeza e conservação, pró-labore, salários e encargos sociais, etc)

CUSTOS TRIBUTÁRIOS DE PRODUTOS E MERCADORIAS

No momento da fixação dos preços dos produtos vendidos, devem ser levados em consideração:

  • Os custos acima apurados
  • A margem de lucratividade e rentabilidade do Capital Investido
  • Os impostos incidentes sobre a Receita Bruta ou sobre o Lucro Real ou Presumido
    • IRPJ - sobre o Lucro Presumido ou Lucro Real
    • CSLL - sobre o Lucro Presumido ou Lucro Real
    • PIS / Cofins sobre a Receita Bruta
    • ISS sobre a Receita Bruta

O IPI - Imposto sobre Produtos Industrializados e o ICMS - Imposto sobre a Circulação de Mercadorias também devem ser levados em contas na formação do Preço de Venda.


(...)

Quer ver mais! Assine o Cosif Eletrônico.