início > textos Ano XVIII - 21 de agosto de 2017



QR - Mobile Link
AS EMPRESAS SÃO MASSACRADAS POR UMA ENORME CARGA TRIBUTÁRIA

AS EMPRESAS SÃO MASSACRADAS POR UMA ENORME CARGA TRIBUTÁRIA

A CONTABILIDADE DE CUSTOS REVELA QUE OS MASSACRADOS SÃO OS CONSUMIDORES

São Paulo, 13/04/2017 (Revisada em 15-04-2017)

Referências: IPI, ICMS, PIS/PASEP e COFINS, ISS, IPTU, ITR, IPVA, Imposto de Renda - Pessoa Física e Jurídica, CSLL e outras Contribuições Sociais - Trabalhistas e Previdenciárias, Benefícios a Empregados, Sonegação Fiscal, Planejamento Tributário, Quem de fato é o Contribuinte de todos os Tributos? A Empresa ou o Consumidor Final do Produzido?

Veja também:

AS EMPRESAS SÃO MASSACRADAS POR UMA ENORME CARGA TRIBUTÁRIA

Vem se tornando numa verdadeira paranoia para alguns consultores, que em defesa de empresários inimigos dos tributos necessários ao desenvolvimento nacional, continuam a fazer propaganda da enganosa, em entrevistas concedidas aos agentes dos meios de comunicação, dizendo que o ESTADO (Nação juridicamente constituída e politicamente organizada) tem sua MÃO PESADA sempre voltada contra aos empreendedores, impedindo que suas empresas gerem os empregos necessários ao Povão. Mas, para não gerar empregos, esses empreendedores compram máquinas ou sofisticadas linhas de produção, por isso o Povão continua sem emprego.

Se os tais empreendedores verdadeiramente pensassem no bem-estar do Povo, seriam socialistas ou comunistas e nunca capitalistas. Se não fossem meros acumuladores de riquezas supérfluas, a falta de equitativa distribuição de renda não seria o maior dos problemas a serem enfrentados inclusive nos países desenvolvidos.

Em muitos textos publicados neste COSIFE, que têm como tema a Carga Tributária, tem-se mostrado que a maior carga tributária realmente incide sobre os consumidores, o Povo, sendo que cerca de 80% desse "Zé Povinho" detém apenas 20% da riqueza nacional brasileira. Em contrapartida, os 20% restantes entes populacionais (acumuladores de riquezas supérfluas) detêm 80% destas e isto, em média, acontece no mundo inteiro.

Por isso dizem, e somos obrigados a concordar, que a mais endinheirada parcela dos economistas e advogados apenas preocupa-se com as reivindicações de seus riquíssimos clientes, que geralmente são os principais sonegadores de tributos, tal como nos têm demonstrado os políticos que são fiéis representantes daquelas conhecidos corruptores.

No caso em questão, que se refere à possível devolução do PIS e do COFINS "pagos a maior pelas EMPRESAS", mais uma vez vem sendo propagada a inverdade fomentada pelos empresários inimigos do pagamento de tributos e muito deles são fervorosamente apegados à sonegação fiscal disfarçada (simulada ou dissimulada) como planejamento tributário.

Na verdade quem paga todos os tributos gerados pela cadeia produtiva do empresariado é o CONSUMIDOR. Realmente, é preciso que todos saibam que os empresários e suas empresas nada pagam. Quem paga é o Povão.

Essas afirmações podem ser perfeitamente explicadas por Contadores mediante a aplicação da Contabilidade de Custos, conforme o descrito no texto A CONTABILIDADE DE CUSTOS REVELA QUE OS MASSACRADOS SÃO OS CONSUMIDORES.

Veja a última falcatrua publicada antes deste texto em Assim os Bilionários Sonegam - e o Estado Ajuda ou As Peripécias dos Membros do CARF - Conselho Administrativo de Recursos Fiscais escolhidos pelos empresários sonegadores de tributos, tidos como contribuintes.

A PROPAGANDA ENGANOSA E A TÁTICA DO "VAI PASSAR" DE MICHEL TEMER
SITE: OUTRAS PALAVRAS
 
A REFORMA POLÍTICA FEITA POR ELES MESMOS RESULTARÁ NAS MESMAS PILANTRAGENS
E, com essa Reforma, provavelmente não mais existirão eleições durante 20 anos,
 tal como aconteceu depois do Golpe Militar de 1964.
ESTAMOS NO MATO SEM CACHORRO!!!
QUE CHAPOLIM SUBURBANO NOS SALVARÁ DESSA ELITE VIRA-LATA???
ESSA É A NOVA ORDEM MUNDIAL SEDIADA EM PARAÍSOS FISCAIS

Veja o texto denominado A Elevada Carga Tributária e a Sonegação Fiscal no Brasil originalmente publicado em 03/09/2006 e republicado com acréscimos em 31/01/2017.

Veja ainda o texto intitulado ICMS não integra base de cálculo do PIS e da Cofins, define Supremo, publicado pela Revista Eletrônica Consultor Jurídico - CONJUR que discorre sobre os tributos pagos a mais pelo consumidor brasileiro e este cada vez mais se torna escasso em razão das políticas econômicas suicidas adotadas principalmente durante o Governo Temer que se revela como grande inimigo dos trabalhadores, ou melhor, inimigo dos consumidores e dos produtores. Por isso, essa Política Econômica apenas beneficia o tal Capital Estrangeiro, que agora só aplica seu dinheiro escuso em empresas exportadoras para garantir que seus lucros (mediante o subfaturamento das exportações de produtos primários) sejam contabilizados em Paraísos Fiscais em que opera o Shadow Banking System (Sistema Bancário Fantasma).