início > legislação Ano XVIII - 21 de agosto de 2017
QR - Mobile Link
MERCADO Á VISTA

MTVM - MANUAL DE TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS

MERCADO Á VISTA

BOVESPA - BOLSA DE VALORES DE SÃO PAULO

(Revisada em 04/06/2011)

MERCADO À VISTA

No Mercado à Vista de Ações é efetuada a compra e venda de ações preferenciais ou ações ordinárias de Companhias Abertas, mais conhecidas como Sociedades de Capital Aberto

Para que as ações sejam negociadas nas Bolsas de Valores é preciso que o Lançamento das ações seja autorizado pela CVM - Comissão de Valores Mobiliários

A compra e venda de ações negociadas no Pregão das Bolsas de Valores por entidades Corretoras de Títulos e Valores Mobiliários.

Veja o curso sobre sobre o Mercado à Vista de ações.

BOVESPA - BOLSA DE VALORES DE SÃO PAULO

BOVESPA é a sigla identificadora da Bolsa de Valores de São Paulo. Para colocar o Brasil no cenário mundial dos negócios com ações e commodities (mercadorias = produtos e matérias-primas de interesse mundial) a BOVESPA incorporou a BM&F - Bolsa de Mercadorias e Futuros de São Paulo e a BVRJ ou BOVERJA - Bolsa de Valores do Rio de Janeiro que foi obrigada a fechar suas portas em razão das operações especulativas efetuadas por Naji Nahas (veja as notícias de Jornais sobre o Caso Nahas). Em razão dessas operações do libanês, radicado no Brasil, foi sancionada a Lei 7.913/1989.

No curso básico sobre o Mercado à Vista, a Bovespa coloca o seguinte texto:

Por que comprar ações?

Um investidor adquire ações com o objetivo de obter um ganho, uma lucratividade. Esse retorno será proveniente dos direitos e proventos distribuídos - dividendos, bonificações, direitos de subscrição, etc. - aos acionistas pela companhia e da eventual valorização de preço das ações.

Esses fatores, por sua vez, dependerão do desempenho da empresa e de suas perspectivas futuras.

Por que vender ações?

Um investidor vende ações para obter liquidez, isto é, para convertê-las em dinheiro, que será utilizado na aquisição de novos títulos ou em outro destino qualquer.

Uma ação normalmente é vendida quando o investidor avalia que suas perspectivas a médio e longo prazos são relativamente menos favoráveis em comparação a outras ações ou mesmo outras alternativas de investimento.

Em seguida, nas Pergunta e Respostas para avaliação do entendimento, a BOVESPA colocou as seguintes questões para que seja escolhida a resposta certa:

Existe um momento certo para aplicar no mercado de ações?

  • Sim, quando todos os investidores estão falando sobre investimento em ações.
  • Não, isso depende da avaliação de cada investidor com relação às perspectivas futuras de desempenho da empresa emissora das ações.

NOTA DO COSIFE: Os especuladores e os megainvestidores, que são os participantes do mercado de ações que mais ganham, geralmente COMPRAM ações depois do CRASH, ou seja, COMPRAM depois que os preços das ações ficam extremamente baixos, por isso os preços passam a subir novamente.

Existe um momento certo para vender ações previamente adquiridas?

  • Sim, quando os preços da maior parte das ações estão em alta.
  • Não, isso depende da avaliação de cada investidor com relação às perspectivas futuras de desempenho da empresa emissora das ações.

NOTA DO COSIFE: Os especuladores e os megainvestidore, que são os participantes do mercado de ações que mais ganham, geralmente VENDEM suas ações depois que os seus preços ficam extremamente ALTOS. Isto é, VENDEM quando todos os investidores e os meios de comunicação estão falando insistentemente sobre investimento em ações e noticiando as altas cotações das ações nas Bolsas de Valores e os recordes de alta do Índice Bovespa.

Você definiria a aplicação em ações como um investimento de risco?

  • Sim. Porque trata-se de um investimento que não oferece garantia de rentabilidade, inclusive com a possibilidade de apresentar prejuízo ao investidor
  • Não.

(...)

Quer ver mais! Assine o Cosif Eletrônico.